A derrota de 2 a 0 para o Cruzeiro no Rio de Janeiro fez o Botafogo estacionar nos 33 pontos e entrar de vez na luta contra o rebaixamento. Hoje a distância para o Fluminense, que abre a zona da degola, é de apenas três pontos. Porém, na visão do técnico Alberto Valentim e dos jogadores, é possível inverter a situação. Porém, é consenso a necessidade de acertar a pontaria.

“Tivemos vinte finalizações contra o Cruzeiro. Só de escanteio foram doze. Portanto, criamos volume de jogo. Mas a bola não quis entrar”, destacou Alberto Valentim.

Os jogadores concordam.

“Infelizmente chegamos a um ponto que não podemos mais errar. Nós precisamos voltar a pontuar, pois se deixarmos para frente a coisa vai se complicar”, analisou o zagueiro Gabriel.

No jogo contra o Cruzeiro, um lance chamou atenção. O atacante Igor Cássio, mesmo estando mano a mano com um zagueiro Cruzeiro, preferiu recuar a bola e não tentar a jogada individual. A falta de confiança para concluir acabou ficando visível.

– Nós sabemos que o volume e a posse de bola são importantes, porém, precisamos ser mais eficientes em termos verticais. Temos que fazer bem a leitura de quando termos de verticalizar ou deixar jogo mais rápido com movimentação ou um drible – analisou Alberto.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo, às 19h(de Brasília), quando enfrenta o Santos na Vila Belmiro, em Santos (SP), pela trigésima rodada do Campeonato Brasileiro. O time para este compromisso será definido neste sábado.

Fonte: Gazeta Esportiva