Felipe Neto: ‘O que vai ser o Botafogo em 2021? Não há dinheiro para pagar uma conta de água’

54 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Felipe Neto, torcedor ilustre do Botafogo
Reprodução/YouTube

Antes de Botafogo x Atlético-GO, o botafoguense Felipe Neto participou de live no canal do Fabiano Bandeira, no YouTube, e fez questionamentos à atual diretoria. Para o empresário, o clube terá um ano de 2021 complicado financeiramente.

– É muito preocupante o que vai acontecer esse ano. Muita gente questionando o ano passado, Mufarrej, Montenegro, Mais Botafogo, mas e o que vai acontecer esse ano? Não existe dinheiro para pagar uma conta de água e não tem previsão de receita. Com o rebaixamento e uma perda de R$ 100 milhões, ninguém está questionando o Durcesio como as contas serão pagas. Pode reduzir a folha para R$ 100 mil, como vai pagar? Como vai resistir à Série B? – afirmou Felipe Neto, que não se coloca como salvador da pátria.

– Não tenho como ajudar, não tenho dinheiro suficiente para mudar o Botafogo. Quem tem a gente sabe quem é, são bem poucas pessoas que podem mudar o panorama de um clube no Brasil. Fiz tudo que podia. Não é questão de ser alarmista, é para cobrar e pressionar, senão não vai acontecer nada. Durcesio disse em uma entrevista que está focado em achar dinheiro novo. Onde? Está cavando túnel? – questionou.

O YouTuber se coloca à disposição para ajudar no marketing do clube, mas vê poucas alternativas de ativos para serem valorizados.

– Converso isso com botafoguenses, sou muito alucinado a esse clube, mais do que deveria, a um grande custo pessoal, familiar e de relacionamento. Como faz trabalho de marketing bem executado? Imagina a Coca-Cola, consegue porque tem boa distribuição e interesse de clientes. Precisa ter produto. Se não tem o que vender, não adianta. Não tem o que chamar o torcedor para efetivamente participar em um clube no fundo do poço e sem esperança. Tem muita coisa para vender, até esperança, o Botafogo não consegue isso. Não tem nem funcionário. A equipe de marketing é cada vez mais reduzida e vai ficar sem receber. Estou sempre disposto, se Durcesio quiser me ligar, vou estar aqui. Mas assumir o marketing… contrataria uma equipe inteira, mas não tem o que vender. A S/A era a esperança, chegou muito perto e bateu na trave – lamentou Felipe Neto, que vê incompetência, e não má-fé nos dirigentes.

– Sei porque fizeram esses contratos como o do Pedro Raul. O argumento não era não ter dinheiro, foi deixar a S/A pagar. Vamos montar um time para dar certo. Todo mundo tinha certeza que a S/A ia sair, quando veio a notícia que não ia sair os contratos já tinham sido feitos, a falta de planejamento, o amadorismo. É incompetência. O Montenegro não roubou o Botafogo, eu estava lá dentro, ainda converso com ele, podemos criticar por muitas coisas, mas não roubou o Botafogo. O mesmo vale para o Mais Botafogo. Vi um grau de incompetência que ultrapassa todos os limites humanamente possíveis e aceitáveis. Temos que bater nas teclas certas. Precisamos dar um jeito de encontrar possíveis soluções e vontade da torcida em assistir ao jogo – completou.

Veja o vídeo do canal do Fabiano Bandeira:

Fonte: Redação FogãoNET e canal do Fabiano Bandeira

Notícias relacionadas