O jogo diante do Volta Redonda foi de estreia para o goleiro Diego Cavalieri. Experiente, o arqueiro não pôde evitar a derrota fora de casa, mas fez boa defesa no fim da partida e teve atuação segura quando exigido. Totalmente ambientado ao Fogão, Cavalieri falou sobre o ambiente favorável que encontrou em seu retorno ao futebol carioca e demonstrou serenidade e comprometimento para ajudar o Botafogo dentro e fora de campo, principalmente por uma rápida recuperação no Campeonato Estadual.

– O vencer no futebol é sempre necessário, precisando de pontos ou não. Isso faz parte do nosso dia a dia e estamos sempre fazendo contas, projeções, mas independentemente disso a pressão pela vitória sempre vem. Os números fazem parte do nosso dia a dia sim. Precisamos ter esse título da Taça Rio para podermos continuar sonhando, já que pela classificação geral é mais delicado. A gente sabe que é uma situação delicada e e que precisamos de vitórias para continuarmos sonhando. Todos estão conscientes da importância desses jogos e nosso foco está diante do Madureira. Serão quatro difíceis jogos, mas temos que pensar passo a passo – disse Cavalieri.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Diego Cavalieri:

MAIS SOBRE A ESTREIA PELO FOGÃO

– A gente tem consciência do que fazemos dentro de campo. Claro que assistindo pela televisão você vê alguns detalhes. Claro que o resultado não foi o esperado, mas dentro das adversidades e por estar quatorze meses parado foi importante. Não fui tão exigido dentro do jogo. Tive uma boa defesa e acredito que dentro do jogo foi um saldo positivo.

FOLGA NO CARNAVAL

– Tivemos dois dias de folga e consegui aproveitar um pouco também. Minha família veio passar uns dias e agora teremos uma semana para podermos trabalhar. Esse início de ano está sendo corrido, com jogo atrás de jogo e esse tempo para trabalhar é importante para nós.

GATITO

– A gente reapresentou ontem e ele fez um trabalho físico à parte. Sei por que fui contratado aqui e venho trabalhando para sempre corresponder. Venho trabalhando fora de campo também, temos um grupo jovem e isso acaba ajudando. Cabe a nós trabalharmos para correspondermos dentro de campo quando formos exigidos.

Fonte: Site oficial do Botafogo