O presidente da Ferj, Rubens Lopes, aproveitou o lançamento do Guia do Campeonato Guaraviton Carioca de 2014 para fazer uma ode à competição. O clamor do dirigente, que defendeu a permanência dos Estaduais no calendário, é que os clubes contribuam não colocando times reservas em campo – especialmente Flamengo e Botafogo, que estão na Libertadores. A confiança está depositada no valor oferecido aos clubes como premiação pelo bom desempenho neste ano.

– Acho que eles vão reformar essa ideia pelo prêmio. O próprio clube tem interesse nisso. Em 2012, a premiação do Carioca foi R$ 1,8 milhão. Em 2014, R$ 6,8 milhões (ao todo). Em qual campeonato que você consegue ganhar isso em tão pouco tempo? Nenhum – afirmou Rubens Lopes em coletiva na entidade.

Na visão do mandatário, é mais vantagem jogar o Carioca do que a Libertadores.

– Na Libertadores, o clube ganha 300 mil dólares por mando de campo. E ainda tem viagem e estádio ruim. Vamos distribuir R$ 6,8 milhões de prêmio no Estadual. A distância maior que um clube vai andar não chega a 300 km – completou o dirigente, cutucando ainda o Brasileiro e a Copa do Brasil:

– O patinho feio do calendário é sempre o Estadual. Mas sem nenhum embasamento. Na “achologia”. Ninguém fala que a Copa do Brasil foi aumentada e o Brasileiro tem esse formato, que, não é de hoje, gera queda de audiência.

O presidente da Ferj ainda indicou que os estádios estão vazios nas competições do país, em especial, o Carioca, por culpa dos clubes e da televisão.

– São várias variáveis. Imagine uma partida realizada no meio de semana, às 22h, com acesso não muito fácil, chovendo, com TV ao vivo e o clube entrando com time reserva. Não há torcedor que fique seduzido. O problema não é a fórmula ou número de clubes. Tem que ter ídolos dentro do campo e preço acessível – ressaltou.

PREMIAÇÃO DO CARIOCA

– Geral

Campeão estadual
R$ 3,5 milhões

Vice estadual
R$ 1 milhão

Campeão da Taça Guanabara (1º colocado da primeira fase)
R$ 1 milhão

Semifinalistas
R$ 200 mil para cada um

– Só para os pequenos

Campeão da Taça Rio (conta só os confrontos entre pequenos)
R$ 400 mil

Vice
R$ 100 mil

Fonte: Lancenet!