O Botafogo ainda não se conforma com o fato de Rildo, do Vasco, ter recebido apenas um cartão amarelo após dar uma dura entrada no volante João Paulo, no último clássico pela Taça Rio. O jogador sofreu uma fratura na fíbula e na tíbia e passou por cirurgia na noite de domingo e pode retornar apenas no fim da temporada. O presidente da Federação de Futebol do Rio, Rubens Lopes, marcou uma reunião com três representantes do clube, na tarde desta terça-feira, às 15h, para a Comissão de Arbitragem de Futebol do Estado do Rio de Janeiro (Coaf) se explicar.

“Vimos pelo presente solicitar a designação de até três representantes do Botafogo, preferencialmente com conhecimento de regras de arbitragem, para uma reunião com a Comissão de Arbitragem, a ser realizada às 15h, do dia 20, ocasião em que serão abordados quaisquer assuntos sobre a arbitragem da partida Botafogo x Vasco, a critério do clube e ainda prestados esclarecimentos que se fizerem necessários”, diz o ofício enviado ao presidente do Botafogo, Nelson Mufarrej.

O lance da lesão de João Paulo aconteceu logo no início do clássico de domingo, no Nilton Santos. Apesar da entrada dura, o árbitro optou por advertir Rildo apenas com o cartão amarelo. A Federação de Futebol do Rio não afastou o árbitro.

Curiosamente, o jogador do Vasco também precisou deixar o gramado, minutos depois, após lesionar o ombro em uma dividida com o alvinegro Marcinho. Ele deve ficar quatro semanas parado.

Fonte: Extra Online