A briga entre Fluminense e Vasco pelos assentos à direita da tribuna de honra do Maracanã vem sendo analisada por gente do Flamengo como mais um complô armado entre a Federação do Rio (Ferj) e o clube de São Januário. Há quem aposte na Gávea que a queda de braço não passou de jogo de cena do presidente do Vasco, Eurico Miranda, para levar o clássico do próximo dia 22 para o Engenhão.

E onde entra o Flamengo na briga?

– Tínhamos esperança de levar nosso jogo, contra o Madureira, nesta mesma rodada, para o Engenhão – diz a fonte rubro-negra. – Como a partida Fluminense x Vasco foi transferida para lá, teremos que jogar mesmo em Volta Redonda, um campo que reduz a vantagem da qualidade técnica do time grande sobre o pequeno – completa.

Pode até ser que os rubro-negros que pensam assim estejam vendo chifre em cabeça de cavalo. Mas é fato que o Campeonato Estadual, ainda em sua quarta rodada, já desperta a suspeita de favorecimentos, conspirações e, pior, de conluios. A credibilidade está seriamente ameaçada.

– O Vasco vai fazer de tudo para atrapalhar o Flamengo e o Fluminense, pois tem um time mais fraco e sua única chance é tirar os melhores do caminho – encerra a fonte rubro-negra.

Fonte: Blog da Marluci Martins - Extra Online