Galo x Bota: Oswaldo rejeita rótulo de duelo dos melhores times

Compartilhe:

Nesta quarta-feira, o estádio Independência será palco do duelo entre o Atlético-MG, campeão da Libertadores, e o Botafogo, campeão carioca e atual líder do Campeonato Brasileiro. A promessa é de uma disputa de alto nível técnico, principalmente porque o Galo terá o retorno de peças importantes, como Ronaldinho e Jô, e o Glorioso também contará com seus principais jogadores, como Seedorf, Vitinho e Rafael Marques. Apesar disso, o técnico Oswaldo de Oliveira preferiu não criar um glamour excessivo.

Apesar da cautela, o treinador espera que seus comandados tenham um rendimento parecido com o confronto no Brasileiro do ano passado, mas que o placar seja diferente. Na ocasião, o time jogou bem mas acabou perdendo para o Galo por 3 a 2.

– Isso é otimismo demais da minha parte (principal duelo do Brasil). O Atlético provou com o título da Libertadores, mas temos outros grandes times que podem fazer grandes duelos. No ano passado, fizemos um jogão lá. O Cuca me disse que ninguém jogou como o Botafogo. Fico feliz, ainda mais vindo dele.

Depois do título da Libertadores, o Atlético ainda não se encontrou. Na última rodada, a equipe perdeu por 3 a 0 para o Flamengo, mas Oswaldo de Oliveira acredita que esta ressaca vai acabar mais cedo ou mais tarde. O comandante do Bota disse também que o fato de o Galo ter perdido recentemente sua longa invencibilidade no Independência não interfere em nada nesta partida de quarta.

– Passando a ressaca do título, vão voltar a fazer grandes jogos. Não acho que a invencibilidade no estádio ia nos ajudar ou prejudicar, porque não íamos usar como motivação. Temos que encarar cada jogo com a responsabilidade que pede. O fator externo tem peso, claro, mas quando o jogo inicia é preciso considerar outras coisas.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários