O ano de 2018 foi um dos mais difíceis da carreira de Gatito Fernández, que encarou uma rara lesão no punho. Ele ficou afastado por seis meses e retornou ao Botafogo justamente contra o Corinthians, no Nilton Santos. O paraguaio foi espetacular e garantiu a vitória ao fazer um milagre já no último lance do jogo.

O Botafogo vencia por 1 a 0 e, já nos acréscimos, o Corinthians foi com tudo para o ataque. Após cruzamento da esquerda, Léo Santos apareceu livre na pequena área e finalizou para o gol. Gatito se esticou e deixou seu reflexo entrar em ação. Milagre aos 49min do segundo tempo e que ajudou e muito a manter o time na elite do Campeonato Brasileiro.

Neste domingo, Gatito retorna ao gol do Botafogo diante do Corinthians. Ele estava convocado pela seleção do Paraguai, onde teve grande atuação. Ele não tem tido a mesma performance com a camisa alvinegra, mas seria incorreto não ressaltar sua importância no atual elenco.

“Esse jogo contra o Corinthians do ano passado foi muito especial. Eu vinha de uma contusão difícil, a pior que tive na carreira, e fiquei quase seis meses fora. Voltei nesta partida e pude fazer aquela defesa no final. Dali embalamos uma boa sequência de resultados. É o que estamos precisando e vamos em buscar”, disse Gatito em coletiva.

“No momento ali, eu tentei antecipar o chute e deu certo. Estava muito perto e era a única chance que eu tinha. Foi percepção”, completou o goleiro do Botafogo que retomou a vaga ocupada por Diego Cavalieri na última rodada contra o Athletico-PR.

O Botafogo precisa e muito de uma vitória sobre o Corinthians. O time soma apenas 36 pontos e está no meio da confusão com Fluminense, Ceará e Cruzeiro. O Avaí já foi rebaixado. Chapecoense e CSA estão em situação muito delicada.

Fonte: UOL