Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

X

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

4

X

0

Escudo Macaé
MAC

Globo estuda a criação de ‘cota de socorro’ para os clubes rebaixados da Série A

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Com o atual contrato de transmissão se encerrando em 2017, os representantes da Série B aguardam uma resposta da Rede Globo sobre a renovação do acordo por mais quatro anos. A expectativa é de que ela venha na próxima semana. Entre as exigências feitas pelos dirigentes em reunião na última terça-feira, está a criação de uma ‘cota de socorro’ que resguarde financeiramente os rebaixados da Série A.

A novidade não contemplaria, claro, os remanescentes do Clube dos 13, que contam com contratos individuais com a emissora carioca e seguem recebendo o mesmo valor em suas primeiras temporadas na segunda divisão.

Esse é o caso hoje de Botafogo, Bahia e Vitória.

Os demais, em caso de descenso, sofrem um forte impacto em seus cofres.

As cotas despencam de R$ 18 milhões na Série A para R$ 3 milhões na Série B. O resultado costuma ser o atraso no pagamento de compromissos e aumento das dívidas.

“Confio que, em mais dez dias, estará tudo resolvido”, afirma Marcus Salum, do América-MG, ao ESPN.com.br. “Estamos acertando um número com a Globo e definiríamos uma forma interna de como dividir. Esse é um projeto para os times que não têm contrato de longo prazo. Um recurso para que eles possam se reequilibrar”, prossegue.

O presidente do Náutico, Glauber Vasconcelos, que também faz parte da comissão de negociações, dá um exemplo.

“Quando eu assumi, em janeiro do ano passado, peguei uma dívida de R$ 14 milhões. Então, isso é um modo de não passarem o que tive de passar”, cita.

“A gente começou a conversar sobre esse assunto com a Globo e mostramos que, quando o cara é rebaixado, ele fica todo desajeitado. Seria um ‘gatilho’, não exatamente nos padrões atuais, nos R$ 18 milhões, claro, seria impossível, mas uma forma de ele se reorganizar com os compromissos assumidos na temporada anterior”, conclui.

Por coincidência ou não, três das quatro equipes que subiriam nesse momento para a Série A recebem cotas maiores por causa do Clube dos 13 – Botafogo (1º), Vitória (3º) e Bahia (4º).

Uma nova rodada de conversas entre os dirigentes e a emissora deve acontecer na próxima semana, no Rio de Janeiro.

Notícias relacionadas
Comentários