Apesar do clima pesado entre Emerson Sheik e o técnico Mano Menezes, evidenciado após a saída do atacante do Corinthians para o Botafogo, o presidente do clube paulista, Mário Gobbi, garantiu que as portas do Parque São Jorge ainda estarão abertas para o jogador, que foi emprestado para o Glorioso e estreou fazendo gol e dando assistência pela equipe de General Severiano, no Campeonato Brasileiro.

“O Mano não é um homem de guardar sentimentos, rancor. Ele administrou com maestria tudo isso aí. Não tem problema nenhum. Nos dias de hoje, guardar mágoa até faz mal para a saúde. As portas do Corinthians estão abertas para o Sheik. Eu quero que o Emerson seja muito feliz, que Deus abençoe ele, dê sabedoria e luz. E que ele volte a jogar o que jogou na Libertadores de 2012. Até porque ele é jogador do Corinthians e nós queremos receber o Emerson jogando o futebol que ele jogou na Libertadores”, disse.

O mandatário também falou sobre a situação de outro atacante corintiano que acabou sendo emprestado: Alexandre Pato. Mas Gobbi não parece ter vontade de ver o atleta, que foi emprestado para o São Paulo até o fim de 2016, voltar a vestir as cores do Corinthians: “Se o Pato acertar, jogar, voltar a produzir o que ele tem para produzir, em 2015 é um nome em potencial para se vender. Vamos ver como ele vai ser portar e como será o período dele no São Paulo. Eu espero que ele brilhe para a gente recuperar o investimento feito nele.”

“Até o final de 2015 não dá para contar (com ele) porque tem contrato (com o São Paulo). Mas em janeiro de 2016, ele terá que se apresentar na Rua Parque São Jorge, 777, para o novo presidente do Corinthians, que não serei eu”, finalizou.

Fonte: Goal.com