Goiás perde mando e terá de sair de Goiânia se avançar na Copa do Brasil

Compartilhe:

O Goiás já começa a pagar caro pelas recorrentes confusões no estádio Serra Dourada. Reincidente em casos de indisciplina, o time esmeraldino foi punido nesta terça com a perda de um mando de campo na Copa do Brasil devido ao uso de raio laser por um torcedor no jogo de ida das quartas de final contra o Vasco, no dia 25 de setembro, em Goiânia. Com isso, caso passe pelo time cruz-maltino, o Verdão não poderá enfrentar Flamengo ou Botafogo em Goiânia, em jogo previsto para a semana que vem.

A definição dos semifinalistas da Copa do Brasil será nesta semana, mas já se sabe que o vencedor do duelo entre Goiás e Vasco será mandante na primeira partida. Julgado no artigo 213 (deixar de tomar providências capazes de prevenir e reprimir: desordens em sua praça de desporto; invasão de campo ou local da disputa do evento desportivo; lançamento de objetos no campo ou local da disputa do evento desportivo), o time goiano ainda foi multado em R$ 5 mil, mas irá recorrer.

Recentemente o Goiás foi julgado e punido com a perda de um mando de campo no mesmo artigo do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD) e pelo mesmo motivo. Porém, a punição só era válida no Campeonato Brasileiro, já que a infração ocorreu em partida contra o São Paulo, na 23ª rodada.

Goiás x Atlético-PR - briga na torcida (Foto: Cristiano Borges / O Popular)
Goiás ainda será julgado por briga em jogo contra o Atlético-PR, no Campeonato Brasileiro (Foto: Cristiano Borges / O Popular)

Mesmo assim, o departamento jurídico do clube goiano obteve efeito suspensivo, e o time pôde atuar em casa contra o Atlético-PR, no último domingo. O duelo contra o Furacão foi marcado por outra confusão, que deverá acarretar em punição ainda maior ao Esmeraldino – a denúncia deverá ser feita até o fim desta semana. Apesar disso, advogado do clube, João Vicente Morais, acredita no efeito suspensivo.

– São fatos isolados. O que ocorreu domingo foi muito grave, infelizmente, mas não tem nada a ver com o caso do laser. Já tínhamos sido julgados pela mesma comissão que nos puniu nesta terça-feira e já vamos entrar com o recurso nesta quarta – disse o advogado, por telefone.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários