O Ludogorets, da Bulgária, enfrenta a Inter de Milão pela Liga Europa, nesta quinta-feira (27 de fevereiro), às 17h, com transmissão exclusiva pelo aplicativo do FOX Sports. Dentre os brasileiros que jogam no clube búlgaro, Renan, ex-goleiro de Botafogo e Avaí, é um dos que estão há mais tempo no país. O arqueiro de 30 anos chegou ao Ludogorets em 2017, após passagem pelo Avaí, onde se destacou na Série B do Campeonato Brasileiro. De lá para cá foram cinco títulos nacionais: três ligas e duas supercopas.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

Em entrevista exclusiva ao FOXSports.com.br, o goleiro falou sobre sua vida na Bulgária, a adaptação na Europa, o carinho dos torcedores dos clubes que passou e a expectativa pelo confronto contra a Inter de Milão na próxima quinta-feira. O Ludogorets tem uma missão complicada pela frente após perder por 2 a 0 no jogo de ida, em casa, e ter que vencer por três gols de diferença para se classificar.

“É um grande jogo, assim como foram os jogos contra Milan e Bayer Leverkusen nas outras temporadas. Nós temos que suportar bem, aguentar a pressão deles e fazer nosso jogo. Acredito que podemos dar trabalho para a equipe deles e jogar. Nosso time é bom.”

Há cinco anos no clube europeu, o goleiro também comentou a possibilidade de defender a seleção da Bulgária e sobre uma possível volta ao futebol brasileiro. Renan teve propostas de clubes brasileiros, mas em conversas com a família, preferiu continuar na Europa e renovou com o Ludogorets por mais dois anos.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

“Tive uma sondagem do São Paulo, também teve a possibilidade de retornar ao Avaí e, mais recentemente, houve o interesse do Fluminense, mas eu tinha uma proposta de renovação do Ludogorets e resolvi ficar. Estou numa equipe muito boa e hoje, depois de cinco anos no país, tenho o passaporte búlgaro em mãos. Sonho, sim, com a possibilidade de defender a Seleção da Bulgária.”

Revelado pelo Botafogo, Renan passou nove anos no clube de General Severiano, entre base e profissional. O goleiro comentou a chegada de Keisuke Honda ao Alvinegro e ressaltou a importância de um jogador experiente como o japonês no vestiário.

“Eu acredito que o Honda vai ser bem parecido com o Seedorf no Botafogo. Um jogador experiente, com grande currículo, com passagem pelo Milan, que é enorme. Acredito que ele vá acrescentar bastante para o clube. Vai ajudar muito os jovens. A torcida já abraçou, ele também já entendeu esse carinho, sentiu a grandeza da torcida. Acredito que foi um acerto do Botafogo. Mesmo de longe estarei acompanhando, torcendo para que ele se encaixe no time, na nossa cultura e possa brilhar pelo Botafogo.”

Fonte: Fox Sports