A decisão de que os clássicos sejam realizados com torcida única no Rio de Janeiro não passará em branco pelo Governo. Em nota emitida na última sexta-feira, a secretaria de Esportes, Estado e Lazer garantiu que recorrerá da decisão do juiz Guilherme Schiling.

Em declaração divulgada na nota, o secretário Thiago Pampolha definiu a postura do Juizado Especial do Torcedor e dos Grandes Eventos no Rio como “anti-esportiva”, e confirmou:

– Sou absolutamente contra essa decisão, que considero radical e anti-esportiva. Ela acaba com o próprio espírito do futebol. Os jogos têm que permanecer como são hoje, com duas torcidas. Já conversei com o Procurador Geral do Estado, dr. Leonardo Espíndola, pedindo para que entre com recurso.

A nota oficial ainda afirma que a “intenção é que a medida seja revista a tempo de não afetar o próximo clássico, a semifinal do Campeonato Estadual, que está marcada para o dia 25 de fevereiro”.

Os jogos deste domingo definirão qual clássico acontecerá em uma das semifinais da Taça Guanabara. Caso o Flamengo vença ou empate com o Madureira, terá o Vasco pelo caminho. Um triunfo do Madura fará o Rubro-Negro medir forças com o Fluminense.

Fonte: Terra