Desde o fim de 2019, um grupo de amigos torcedores do Botafogo criou um grupo chamado “ninguém ama como a gente”, que atua nos bastidores com algumas ações para ajudar o clube. Com a crise financeira agravada pela pandemia da Covid-19, o objetivo do grupo agora é ajudar os funcionários com salários atrasados.

Um dos integrantes do projeto, Fábio Penna conseguiu junto a Carlos Augusto Montenegro uma camisa histórica, com edição limitada, em homenagem a Valdir Espinosa. Através de um aplicativo foi criada uma rifa. O valor mínimo é de R$ 10 reais. O sorteio será realizado no dia 30 de maio. O dinheiro arrecadado será destinado a doação de cestas básicas aos funcionários.

“Essa iniciativa agora tem um objetivo bem distinto que são os nossos funcionários, principalmente os mais antigos e humildes, que estão ralando no clube e passando necessidade. Nós conseguimos a doação de uma camisa de edição de colecionador, limitadíssima. Camisa em homenagem ao Espinosa, de número 4 usada pelo Honda. Cada rifa custa R$ 10 e o sorteio será 30 de maio. As pessoas podem comprar quantas rifas quiserem. Tem quem comprou 20 rifas e tem quem comprou apenas uma. Todos são importantes. Contamos com a ajuda dos nossos irmãos de camisa nessa ação de solidariedade” disse Fábio Penna.

O grupo “ninguém ama como a gente” já criou anteriormente uma vaquinha online para a confecção de um bandeirão. O objetivo era arrecadar R$ 20 mil para fazer a bandeira de 90 metros. R$ 30 mil foram arrecadados e a bandeira foi construída com 140 metros. Todo o setor leste inferior será ocupado.

Quem quiser ajudar na rifa é só acessar o link:

https://www.rifatech.com/app/354530001.xhtml

Fonte: Super Rádio Tupi