(HAHAHAHA!) Flu barra ‘Show das Poderosas’ no Maracanã

Compartilhe:

 O primeiro mês da relação entre Fluminense e Complexo Maracanã Entretenimento S/A contou com alguns conflitos e muitas reuniões para afinar a parceria válida por 35 anos. Um dos motivos foi o uso da música ‘Show das Poderosas’, da cantora Anitta, que virou paródia de outras torcidas e causou irritação nos tricolores e na diretoria. A canção foi vetada nos jogos do clube para evitar brincadeiras dos adversários. Problemas com filas e a presença de um ‘animador’ também incomodaram. Para tentar amenizar as divergências, o consórcio dará 50% de desconto em seus setores para sócios tricolores.

A diretoria tricolor se queixou na demora para alguns ajustes, como integração dos sistemas de catracas do estádio ao plano de sócios do Flu, que só ficará pronta no final de agosto. O primeiro mal-entendido ocorreu na estreia da arena para clubes. A música ‘Show das Poderosas’, da cantora Anitta, tornou-se paródia de torcidas rivais em vídeo na internet. Ao executar a canção no intervalo do clássico contra o Vasco, o Complexo foi vaiado e recebeu um pedido do clube para ter acesso prévio aos sons tocados antes dos jogos. A música foi vetada e não será mais executada.

Outro ponto que não agradou ao Fluminense foi a presença de um ‘animador’ de torcida, que recebe os torcedores antes dos jogos. Apesar dele ter sido mantido, a agitação é encerrada com mais antecedência, cerca de 40 minutos antes de cada jogo. O Tricolor e o Complexo minimizam os problemas iniciais e dizem que estão ‘buscando aprimorar juntos as operações e o atendimento ao torcedor, a fim de retomar a cultura de estar sempre presente no estádio’.

O problema das enormes filas no duelo contra o Cruzeiro, no dia 31 de julho, foi o que mais incomodou o Fluminense. O clube considera que a estrutura nas bilheterias para acesso à internet era ruim e que poucos guichês estavam abertos. O grupo que administra o Maracanã enviou nota oficial se desculpando pelo ocorrido, assim como o time carioca, que tentou se redimir com os sócios realizando uma promoção de ingressos para as duas próximas partidas no estádio.

Como forma de afagar a diretoria do Fluminense, o consórcio ofereceu 50% de desconto aos associados do Tricolor no Fla-Flu. O rival, que também tem contrato até o final do ano com o Complexo Maracanã, não terá o mesmo benefício no duelo. A avaliação financeira, porém, é bastante positiva. O time das Laranjeiras não paga para mandar os jogos na arena e arrecadou R$ 1,2 milhão em duas partidas.

O retorno ao Maracanã sempre foi visto pela diretoria tricolor como ponto fundamental para atingir a marca de 50 mil sócios, um dos objetivos do clube para criar receitas planejadas. Recentemente, o Governo do Rio de Janeiro suspendeu a demolição do Estádio de Atletismo Célio de Barros e do Parque Aquático Julio Delamare, além da Escola Municipal Friedenreich. O Complexo apresentará um estudo de viabilidade no dia 22 deste mês, mas pode até mesmo desistir da concessão.

Confira a nota oficial do Complexo Maracanã

A parceria entre Complexo Maracanã Entretenimento S.A. e o Fluminense vem se aperfeiçoando a cada partida. As duas partes vêm buscando aprimorar juntas as operações e o atendimento ao torcedor, a fim de retomar a cultura de estar sempre presente no estádio. Um bom exemplo de como esta parceria vem evoluindo é a oferta de ingressos de setores da concessionária a associados do Fluminense com 50% de desconto para a próxima partida, contra do Flamengo, no domingo, dia 11. Alguns ajustes ainda são necessários, pois foram realizadas poucas partidas no estádio, mas as correções estão sendo feitas em conjunto, para que todos saiam ganhando.

Fonte: UOL

Comentários