A carreira de Schwenck como jogador chegou ao fim. Com uma proposta para ser treinador do Sub-17 do Marcílio Dias, onde atuou nesta temporada, o agora ex-atacante optou por antecipar a aposentadoria. Ele planejava penduras as chuteiras só no final de 2019.

O anúncio foi feito pelo próprio Marcílio Dias e uma partida de despedida está marcada para o dia 6 de janeiro, no Estádio Hercílio Luz, em Itajaí. O duelo será entre os Amigos do Schwenck e um time da base do Marinheiro. Os ingressos custam R$ 10,00 para a área descoberta e R$ 20,00 para a coberta, além de um 1kg de alimento para ambos os setores.

Natural do Rio de Janeiro, Schwenck tem 39 anos e foi revelado nas categorias de base do Nova Iguaçu em 1998. O atacante tem passagens por inúmeros clubes do Brasil e do exterior, como CRB, Cruzeiro, Botafogo, Figueirense, Goiás, Vitória, Criciúma, Guarani, ABC e Joinville, entre outros.

Os melhores momentos de Schwenck aconteceram no futebol catarinense defendendo Figueirense e Criciúma. Em 2006, por exemplo, o ex-atacante marcou 14 gols em 35 jogos pelo Furacão, enquanto em 2011 balançou as redes 17 vezes em 48 partidas pelo Tigre.

Entre os títulos mais importantes da sua carreira estão a Série B do Campeonato Brasileiro de 2014 pelo Joinville, além da Copa do Nordeste de 2010 com o Vitória, do Catarinense de 2006 pelo Figueirense e do Mineiro de 2004 pelo Cruzeiro.

Fonte: Futebol Interior