Um Botafogo no limite entre o Rio de Janeiro e a América. Foi o que veio à tona com o empate em 2 a 2 com o Audax, que pode ter custado a vaga do alvinegro na semifinal do Carioca. Realista, o técnico Eduardo Húngaro reconheceu a fraca campanha, mas ressaltou a prioridade pela Libertadores, estabelecida no planejamento do clube, e as dificuldades financeiras para contratar e administrar dois times competitivos. Para o treinador, as críticas são justas.

— Todas as críticas que temos recebido são justas: o Botafogo não está fazendo um bom Estadual. Estamos aquém de nossas possibilidades. Temos que reconhecer que o Botafogo tem um grupo montado com limites. Perdemos jogadores. Então, temos um Estadual e uma Libertadores. Como vou priorizar um Estadual, que não tem o mesmo peso, se o Botafogo não disputava a Libertadores há 17 anos? — disse Húngaro, em entrevista coletiva improvisada na cantina do estádio de Moça Bonita devido à chuva.

Com a iminente eliminação do Carioca, o treinador fez questão de lembrar como o primeiro semestre foi planejado:

— Isto (priorizar o Carioca) não foi decisão do Eduardo Húngaro. Foi uma decisão de todo o Botafogo, gerência e comissão técnica. A minha segurança de falar isto, inclusive, é baseada neste decisão de todo o clube.

Ao fazer uma análise da campanha do time, Eduardo Húngaro dividiu seu trabalho em dois. E evidenciou o contraste entre as partes.

— Se analisarmos o resultado do Estadual, que são ruins, a gente pode classificar meu trabalho como um trabalho com resultados ruins. Mas se formos analisar a competição prioritária, na qual somos líderes da chave, então o trabalho é muito bom. Existe esta diferença — declarou Húngaro, que confirmou que vai escalar o time reserva contra o Flamengo, no próximo domingo, e ressaltou que não esperava ver o lado alvinegro do Maracanã lotado:

— Sei que vamos jogar com pouca torcida a favor devido ao que tivemos como resultado no Estadual. Agora, em relação à Libertadores, tenho certeza que a torcida vai apoiar…. e nos ajudar a passar de fase.

Pela Libertadores, o Botafogo voltará a campo na próxima quarta-feira, no Equador, contra o Independiente del Valle.

Fonte: O Globo Online