O ex-jogador de futebol e ex-vereador Túlio Maravilha (sem partido) compareceu, ontem, à sede da Polícia Federal, em Goiânia para prestar esclarecimentos sobre um recibo utilizado durante a campanha eleitoral de 2008, quando se elegeu vereador, na Capital, pelo PMDB.

Ele foi interrogado pelo delegado federal Adriano Mário Tarolco sobre um inquérito eleitoral. O investigador não especificou qual o motivo da instalação do processo nem se o ex-jogador é o centro da investigação. Segundo o delegado, o inquérito está no início e, por isso, seria precipitado fazer qualquer afirmação.

O ex-jogador foi o terceiro vereador mais votado nas eleições de 2008. Após mais de 120 dias de licença, ele renunciou ao cargo, em setembro de 2011, em busca de marcar o milésimo gol. Túlio assinou contrato com o time Bonsucesso.

O gol 1000 só chegou três anos depois, em 2014, pelo Araxá. Revelado pelo Goiás no final da década de 1980, Túlio estreou como profissional no dia 12 de março de 1987 e passou por 29 clubes, entre eles o Botafogo.

Túlio Maravilha não atendeu às ligações da reportagem. (Com informações do G1 Goiás)

Fonte: Diário da Manhã