Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Ídolos cobram diretoria para Botafogo mudar de postura e voltar à Série A em 2022

9 comentários

Compartilhe

Ex-zagueiro Sandro no Muro dos Ídolos do Botafogo em General Severiano
Reprodução/Canal Rádio Botafogo

Pela terceira vez em sua história, o Botafogo irá jogar a Série B. Após uma temporada com muitos problemas dentro e fora do campo, o Glorioso acabou terminando o Campeonato Brasileiro na zona de rebaixamento. Ídolos da torcida alvinegra, o ex-goleiro Wagner e o ex-zagueiro Sandro conversaram com o Jornal O Dia. Os dois, que chegaram a atuar juntos pelo Alvinegro em 2001 e 2002 falaram sobre suas expectativas para a próxima temporada. Na opinião de ambos, a gestão de Durcesio Mello, que acabou de assumir o clube carioca, vai ter muito trabalho pela frente.

“Sou torcedor do Botafogo igual a todos os outros, a gente espera que a nova diretoria venha recuperar o clube, principalmente o prestígio, nos últimos ano o nome do clube foi jogador na lama. Fazer uma reformulação geral, em todos os sentidos, atitude, profissionais. Se não consegue resultado, não tem como manter. Futebol precisa ter resultado. A gente espera que isso venha mudar e tenham profissionais mais qualificados para reestruturar o Botafogo, dentro e fora de campo”, afirmou Wagner, que defendeu o Botafogo de 1993 até 2002, tendo conquistado um Brasileiro, uma Copa Conmebol, um Torneio Rio-SP e um Campeonato Carioca.

A opinião de Sandro é bem semelhante. Na opinião dele, o planejamento alvinegro para a atual temporada foi extremamente equivocado e por conta disso, dentro de campo, o clube carioca acabou pagando com o rebaixamento para a Série B do Brasileiro.

“Que os dirigentes que vão assumir agora possam ter mais responsabilidade com o clube, responsabilidade financeira, com a torcida, com os jogadores, com os funcionários, de pagamento em dia. E que não faça do Botafogo um balcão de negócios. Que faça o Botafogo crescer nesse período de dificuldades”, disse.

A temporada que começou em 2020 e terminou no começo de 2021 foi bem diferente. Por conta da pandemia da Covid-19, os jogos do Campeonato Brasileiro foram sem a presença de torcedores. Na opinião dos dois ídolos alvinegros esse fato foi mais um complicador para o Glorioso.

Fonte: O Dia Online

Comentários