Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

X

Escudo Macaé
MAC

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

1

X

0

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Integração base-profissional vira mantra no Botafogo: ‘Ganho de Matheus Nascimento deixou fisiologistas impressionados’

0 comentários

Compartilhe

Matheus Nascimento, atacante do Botafogo
Vitor Silva/Botafogo

O Botafogo segue apostando muito nos jovens talentos para encorpar o elenco com atletas mais experientes e rodados, como Honda e o recém-anunciado Salomon Kalou. A pedido do técnico Paulo Autuori, cada vez mais atletas das categorias de base tem subido para participarem dos treinos da equipe profissional.

Para Marco Agostini, vice-presidente de futebol do Glorioso, que acompanha o dia a dia dos treinos no Estádio Nilton Santos, essa filosofia está sendo muito enriquecedora para ambas as partes.

Banner do Dia dos Pais da loja Estilo Piti para o FogãoNET | Carteiras e mochilas com preços especiais

– É uma filosofia do Paulo que resolvemos incorporar ao nosso futebol profissional de base. É uma maneira de eles estarem presentes no dia a dia do profissional e pegarem um pouco do ritmo de competição, da exigência física. O nível técnico e de comprometimento desses jogadores da base está muito alto na avaliação da comissão técnica. Eles têm correspondido bem – explicou Agostini, ao Globoesporte.com.

Uma das principais promessas da base, o atacante Matheus Nascimento já sente os reflexos dessa metodologia no Botafogo. Aos 16 anos, o atleta tem crescido muito.

– Como o Matheus Nascimento, que em 20 dias teve um ganho de massa muscular muito grande para um garoto de 16 anos, deixou os fisiologistas impressionados. A integração está funcionando e serve aos dois lados. Ajuda os profissionais nos treinamentos e aumenta o nível dos garotos da base – disse.

Bandana da Costa do Marfim e Faixa Konichiwa da Estilo Piti

De olho no mercado

Além de fortalecer o elenco e renovar o fôlego do time, os garotos formados na base também se tornam um ativo financeiro do Botafogo. A expectativa do clube é de conseguir boas negociações na frente após o ganho técnico.

– O mercado exige isso. Os clubes europeus vêm buscar jogadores que estão despontando com 18 ou 19 anos de idade. Se busca jogadores promissores cada vez mais cedo. Ao invés de contratar jogadores, começam a fazer investimentos para o futuro. Então, todos os clubes começam a investir na base, não só o Botafogo. O clube que consegue fazer esses jogadores despontarem tão cedo recebe um olhar diferente do mercado – completou Agostini.

Fonte: Redação FogãoNET e Globoesporte.com

Comentários