Apenas dois jogos como profissional foram suficientes para que o atacante Luís Henrique conquistasse os torcedores e comissão técnica do Botafogo. O jogador de 18 anos atuou nas rodadas finais do Brasileirão, contra Atlético-MG e Ceará e deu a assistência para o gol de Marcos Vinícius no empate em 1 a 1 com o Vozão, na estreia como titular. O boa impressão fez o Alvinegro se apressar em fechar a renovação do empréstimo do jovem promissor junto ao Três Passos Atlético Clube, do Rio Grande do Sul, até dezembro de 2022. Em entrevista exclusiva ao LANCE!, o jovem comemorou o bom momento na carreira e fez planos ambiciosos para temporada que se inicia.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

– Eu achava um pouco difícil estrear pelos profissionais, pois a temporada já estava no final, mas aguardava essa oportunidade com muita expectativa. Tinha fé que iria aproveitá-la ao máximo, como fiz. Quero fazer uma ótima temporada pelo Botafogo, conquistando títulos e dando muitas alegrias para a torcida alvinegra. Esse é o meu sonho para 2020 – contou o jogador.

O vínculo inicial de Luís Henrique com o Botafogo expirava este mês. Com as boas atuações e a permanência assegurada, o treinador Alberto Valentim conta com ele para o elenco principal em 2020. A incorporação ao profissional significa também o primeiro fruto colhido pelo Glorioso na parceria com o TAC, sigla do clube gaúcho, que existe desde 2016. O time do Sul do país empresta jogadores ao Alvinegro a custo baixo, em busca de dar visibilidade aos atletas. Luís Henrique será o primeiro a ser aproveitado no elenco principal.

A novidade causou uma reviravolta positiva na vida pessoal do garoto nascido em Soleânea, no interior da Paraíba. A partir desse ano, ele vai deixar de morar no alojamento de General Severiano. Os retornos à cidade natal também já não são os mesmos. Ele agora passou a ser conhecido e tem que aprender a lidar com a fama repentina.

– Foi um longo caminho. Sinto uma gratidão imensa por Deus estar me proporcionando tudo isso. Pouco a pouco estou conquistando os meus sonhos. É um momento mágico. Minha vida mudou muito. As pessoas têm sido bem carinhosas e atenciosas. Ainda estou me acostumando com tudo isso, mas retribuo da melhor forma possível.

Nesta fase de adaptação, o jovem tem tido o apoio do treinador Alberto Valentim. Para Luís Henrique, o fato do comandante alvinegro já ter sido atleta ajuda no entendimento do momento pelo qual passa.

-O Valentim me passa muita confiança. Por ter sido atleta, sabe bem como é esse processo de transição para o profissional. Ainda não conversamos sobre 2020, mas as expectativas são as melhores.

Loja do FogãoNET por Estilo Piti | O Site oficial do torcedor do Botafogo | Cupom de 10% de desconto

VEJA MAIS DECLARAÇÕES DE LUÍS HENRIQUE AO LANCE!:

Antes da estreia como titular, o Rhuan disse que teve pesadelos. Você sentiu o mesmo? Como foi a preparação para aquele duelo contra o Ceará?

Não cheguei a ter pesadelos, mas desde que soube que seria titular não consegui dormir tão facilmente (risos). Fiquei bastante ansioso, o que era natural.

Você tem experiência internacional. Como é essa história de treinamentos no Bayern de Munique? Você sonha em atuar na Europa?

Treinei um breve período com eles e fiz um jogo. Foi uma experiência válida, deu pra sentir o gostinho de jogar na Europa e de ver como são as coisas por lá. Como quase todos os jovens jogadores atualmente, também tenho esse objetivo, mas as coisas têm o seu próprio tempo.

Fonte: Terra