Bruno Lazaroni ficou em maus lençóis com as polêmicas declarações do ex-presidente Carlos Augusto Montenegro. No treino da última quinta-feira, o auxiliar técnico que está como interino do Botafogo chegou a dizer aos atletas que pediria demissão se eles não acreditassem em sua palavra. Ele negou que tenha usado os termos citados no áudio vazado, e o elenco mostrou cumplicidade e confiança no profissional.

O grupo, evidentemente, não gostou das declarações do cardeal e ex-dirigente do Alvinegro, de quem manterá distância a partir de agora.

Fonte: UOL