Com um retorno triunfal e digno de produção cinematográfica, Gatito devolveu a segurança que o Botafogo tanto sonhava. O goleiro passou seis meses sem jogar devido a uma grave lesão no punho direito, mas não sentiu a badalada falta de ritmo de jogo. Ele fez um milagre nos minutos finais da partida e também foi eficaz nas saídas do gol.

Devido ao longo tempo parado por estar machucado, o paraguaio jogou pouco neste Brasileiro. O duelo contra o Corinthians foi apenas o terceiro dele na competição. No entanto, o retrospecto do defensor é bom. Com ele em campo, o Glorioso está invicto, com uma vitória e dois empates. Contra Palmeiras e Sport, ele também foi decisivo e fez outras ótimas defesas.

Em tom humilde, Gatito evitou falar especificamente do grande feito. Ele admitiu que não estava nas melhores condições, mas o retorno era fundamental para o Botafogo.

– Temos que melhorar um pouco mais, mas o sacrifício e a entrega ajudam. O que eu queria era ajudar mesmo, acho que consegui isso. Sei que eles esperavam muito de mim. Estou muito feliz. Sei que não estava 100%, estou treinando só há duas semanas, mas queria ajudar meus companheiros. Vou dar meu máximo. As coisas não estavam acontecendo, mas conseguimos a vitória. Eu só queria voltar a jogar – disse o goleiro.

Antes da volta de Gatito, o jovem goleiro Saulo vinha alternando bons e maus momentos. Por isso, a torcida pedia o retorno do paraguaio. O experiente Jefferson está em fase final de recuperação de múltiplas lesões sofridas no clássico contra o Flamengo, no dia 21 de julho, pelo Brasileiro.

Companheiros exaltam goleiro após grande defesa

Gatito foi muito festejado pelos companheiros de Botafogo após a vitória sobre o Corinthians. Alguns até pularam sobre ele ainda no gramado, em uma grande celebração pela ótima defesa nos minutos finais da partida. O atacante Brenner, que estava no banco de reservas, conta que sofreu no banco de reservas, pois já tinha sido substituído.

– Foi muito rápido (a defesa), uma coisa de segundos, milésimos. Só vimos que ele fez mais um milagre, nos ajudou. Do banco é mais sofrido do que lá dentro, no campo podemos ajudar – disse o atacante, que não poupou elogios ao companheiro.

– Gatito é um cara de fundamental importância no nosso grupo. Sabemos o que ele representa dentro e fora do campo. Temos que agradecer. Dentro do vestiário foi uma comemoração muito grande – contou.

Antes do jogo, Gatito recebeu uma mensagem de apoio de Jefferson nas redes sociais. Ao fim da partida, foi a vez de Saulo dar um abraço no herói do dia.

Fonte: Terra