Barrado, Gatito Fernandez entrou no segundo tempo e virou herói ao pegar três das quatro cobranças do Olímpia e classificar o Botafogo para a fase de grupos da Libertadores. No desembarque, o goleiro paraguaio revelou que conhecia a forma de bater de Mendonza, que chutou forte no meio do gol, nas mãos do botafoguense.

“Já conhecia um pouco ele, tinha visto vídeo. No domingo anterior ele [Mendonza] tinha feito um gol no meio mesmo, então esperei. Ele bateu muito forte, mas graças a Deus consegui tirar e ajudar meus companheiros, que também fizeram os gols. Bateram muito bem”, vibrou Gatito.

No último treinamento do Botafogo antes da decisão contra o Olímpia, Jair Ventura fechou a atividade e treinou penalidades. Espiões paraguaios deram um jeito e conseguiram ver Gatito brilhando nas penalidades. A amostragem voltou a se repetir na hora em que o Alvinegro mais precisava.

O goleiro mostrou ainda ter um comportamento ímpar ao comemorar a classificação correndo na direção de Helton Leite, que o havia barrado minutos antes, para dar um forte abraço.

“Significa a unidade do grupo. Ele estava fazendo um grande jogo, mostrando segurança para o time. Eu também me senti um pouco por causa dele. Falei que é um grupo, normal, hoje sou eu, amanhã é ele. Futebol sempre dá voltas, todo mundo tem que estar bem e preparado”.

Agora, o Botafogo faz parte do grupo 1 da competição, ao lado do atual campeão Atlético Nacional-COL, Barcelona de Guayaquil-EQU e Estudiantes-ARG. A primeira rodada será no dia 14 de março, contra os argentinos no Estádio Nilton Santos, também conhecido como Engenhão.

Fonte: BOL