O Botafogo estava eliminado da Taça Guanabara, primeiro turno do Campeonato Carioca, e suas atenções estão todas voltadas para o duelo da próxima quarta-feira diante do Olimpia, do Paraguai, pela Libertadores da América.

Era portanto de se esperar que a equipe reserva que entrou em campo neste domingo para enfrentar o Boavista, em Bacaxá, não estivesse de todo motivada. Entretanto, o que se viu no primeiro tempo foi além do que o técnico Jair Ventura esperava. Apática, sua equipe levou dois gols antes de acordar na partida.

Após o intervalo, o clube alvinegro voltou com outro espírito e virou o jogo, fechando o placar em 3 a 2 depois de envolver totalmente a equipe treinada por Joel Santana. Jair Ventura reconheceu que a equipe esteve abaixo da expectativa.

“Fizemos um primeiro tempo muito ruim. Um time apático, que não condiz com a característica da nossa equipe. Voltamos para o segundo tempo com outra postura. Estão todos de parabéns pela reação. Tivemos forças e conseguimos conquistar nosso objetivo”, disse o treinador, que fez questão de valorizar os gols marcados por jovens criados na base do clube.

“Três dos nossos gols foram de meninos da base e ficamos muito felizes por isso”, completou, se referindo aos dois gols de Fernandes e ao gol de Leandrinho.
Veja os gols da vitória do Botafogo sobre o Boavista por 3 a 2

O Botafogo volta a treinar nesta segunda-feira, e no final do dia embarca para Assunção, no Paraguai. A partida desta quarta-feira decidirá uma vaga na fase de grupos da Libertadores, e o time alvinegro carioca tem a vantagem do empate, já que venceu o jogo de ida, no Engenhão, por 1 a 0.

Fonte: Gazeta Esportiva