Com o objetivo de chegar à fase de grupos da Copa Libertadores, o Botafogo encara o Colo Colo no Chile, nesta quarta-feira, na partida de volta da segunda fase preliminar da competição, focado na missão de defender a vantagem construída na ida, no Rio de Janeiro.

No primeiro jogo, o Botafogo venceu por 2 a 1, um resultado que ao mesmo tempo lhe dá a vantagem do empate, mas também não permite relaxamento, já que um gol do Colo Colo valerá a vaga ao clube chileno.

Para evitar qualquer imprevisto em relação a logística, o Fogão chegou em Santiago no domingo, três dias antes da partida, a pedido do técnico Jair Ventura, tudo com o objetivo de focar na busca pela classificação à terceira fase preliminar da Copa Libertadores, última antes da fase de grupos.

“Tivemos que gastar um pouco mais, mas será proveitoso. Chegamos antes para nos aclimatar e treinar. Felicito nossa diretoria, isso faz a diferença”, elogiou o treinador.

O Botafogo, em sua sexta participação na Libertadores, chega ao duelo decisivo contra o Colo Colo vindo de vitória magra no Campeonato Carioca, no qual derrotou por 2 a 1 o Macaé com um time reserva, no sábado.

Mais do que nunca, as esperanças da torcida alvinegra estarão depositadas no meia chileno Walter Montillo, grande reforço para a temporada e ídolo histórico do arquirrival do Colo Colo, a Universidad de Chile.

Montillo dividirá as responsabilidades de criação de jogadas com Camilo. O apoiador, porém, sentiu dores na perna e não treinou com os companheiros na segunda-feira, no CT da Universidad do Chile, mas não preocupa a comissão técnica e tem presença em campo garantida.

Fonte: Yahoo! Esportes