Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Taça Rio

09/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Nova Iguaçu
NOV

X

Escudo Botafogo
BOT

Carioca

02/05/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

0

X

0

Escudo Nova Iguaçu
NOV

Carioca

25/04/21 às 18:00 - Nilton Santos

Escudo Botafogo
BOT

4

X

0

Escudo Macaé
MAC

Jair Ventura destaca bom trabalho na base e desempenho de Luis Henrique

0 comentários

Por FogãoNET

Compartilhe

Nesta temporada, na qual o Botafogo passa por toda uma reestruturação dentro e fora do campo, uma situação em especial foi bastante positiva. Fazendo valer todo o trabalho realizado nas divisões de base, o time conseguiu compor o elenco principal com  jovens jogadores. O destaque fica com o atacante Luis Henrique, de apenas 17 anos, que na partida contra o Mogi Mirim cobrou pênalti de cavadinha. Existe uma grande expectativa sobre a jovem promessa do clube. Jair Ventura, auxiliar permanente do clube e que já foi técnico da base, falou com exclusividade
à reportagem da Super Rádio Tupi sobre o desempenho de Luis Henrique.

“Ele é uma joia nossa, temos q ter cuidado para não queimar as etapas da carreira dele. Ele tem um potencial enorme. O Ricardo sabe o melhor momento para utilizá-lo. Eu venho trabalhando com ele de maneira específica alguns treinamentos, dentro da posição dele. É lógico também que o atleta precisa jogar, assim ele vai ganhando experiência.Quando traz um jogador de 17 anos para o profissional, começa a ter uma disputa muito grande. Tem o Ronaldo chegando agora, o Navarro, tem o Sassá que pode fazer essa função. Aumenta a competitividade entre eles. A gente ter que ter calma, todos nós sabemos do potencial dele, chamou a atenção de todos.”

O cuidado é importante para que o atacante possa se firmar no cenário do futebol, já que o último atacante, que surgiu na base do clube, e se destacou foi o Vitinho, que não é exatamente centro-avante. Jair Ventura comentou sobre o bom trabalho realizado na base do Botafogo.

“Lembro que quando o Vitinho surgiu, a gente comentava sobre o potencial dele, era um jogador diferenciado. Comentei na época que ia ser a venda mais cara do clube, e acabou sendo. A gente precisa saber como utilizar para o jogador não fique no meio do caminho, como vários atletas que surgiram na base e não aconteceram. Vitinho hoje é uma realidade, assim como Gilberto, Dória, Gabriel, jogadores que a gente conseguiu revelar. ”

O técnico Ricardo Gomes já deixou claro que o clube precisa de cautela e a ideia é manter o atleta sempre atuando e sendo utilizado nas partidas da base quando o jogador não for relacionado para os jogos do time principal. Jair Ventura comentou como está o trabalho do Luis Henrique sabendo da opção do treinador.

“Na verdade, a gente trabalha com meritocracia. Se ele treinar melhor do que os que já estão, ele vai jogar. O Ricardo não vai colocar jogador que ganha melhor ou foi ídolo em outro clube. Se o Luís estiver de titular, pode ter certeza que foi por ele ter corrido atrás e a chance apareceu. Tem que ter calma, assim como Sassá, que não estava sendo aproveitado, agora está jogando e fazendo gols. Futebol é momento, quem estiver melhor joga.”

Com os Jogos Olímpicos no Rio em 2016, o auxiliar-técnico falou que já consegue enxergar Luis Henrique brigando por uma vaga na Seleção Olímpica. O jogador é forte candidato a integrar o time sub-17 no mundial, que ocorre em outubro, no Chile.

“Vejo ele com potencial para ir para Seleção. Mas estamos lidando com futuro, a gente não pode definir. Porém, não vai ser surpresa se ele aparecer na Seleção. Ele já teve convocações, e com certeza o caminho dele vai ser trilhado, ele tem muito potencial para isso.”

Luis Henrique foi artilheiro da Copa do Brasil Sub-17, com 14 gols, e foi uma ótima surpresa para a torcida. O jogador, aos poucos, vai brigando por seu espaço no time.

Notícias relacionadas
Comentários