Satisfeito com a vitória do Botafogo sobre o Coritiba, que colocou a equipe de General Severiano no G6, o técnico Jair Ventura fez questão de ressaltar a união do grupo, que soube superar o pior momento vivido pelo time na atual temporada para conquistar um resultado muito importante.

“A gente vinha de ressaca de uma eliminação injusta, porque fomos superiores ao Grêmio. Hoje fizemos um primeiro tempo muito aquém, mas no segundo jogamos e conseguimos uma bela vitória. A quarta consecutiva no Brasileiro, o que é sempre muito difícil”, afirmou.

Na entrevista coletiva, o treinador alvinegro elogiou o elenco carioca e destacou o bom ambiente nos vestiários. Jair lembrou que nasceu no meio do futebol e que só de comissão técnica no Botafogo, já completou nove anos.

“Fico triste porque é difícil manter o mesmo grupo ano que vem, a nossa briga é para isso. A gente sabe que tem jogadores emprestados, outros já vendidos. Lamentei não ter conseguido um título para marcar, mas vamos buscar disputar a Libertadores por dois anos seguidos, o que o Botafogo nunca conseguiu”, disse.

O técnico explicou que o time mostrou maturidade ao conseguir uma vitória fora de casa, depois de um resultado decepcionante para todo o grupo. “O passado é imutável, o presente não. Fizemos nosso melhor hoje e estamos dentro do G6”, finalizou.

Para o jogo diante do Vitória, na próxima semana, Jair terá dois desfalques. O centroavante Roger e o lateral-direito Arnaldo foram advertidos com o terceiro cartão amarelo e vão cumprir suspensão. A tendência é que Brenner herde a vaga no ataque e Luis Ricardo na ala direita, mas as modificações só serão confirmadas durante os treinamentos da semana.

Fonte: Gazeta Esportiva