O técnico Jair Ventura foi o único a falar no Botafogo nesta semana. Depois que os jogadores fizeram um pacto de silêncio pela classificação na Copa Libertadores, somente o treinador se disponibilizou a dar entrevista, nesta sexta-feira, a dois dias do duelo contra o Cruzeiro, no estádio do Engenhão, no Rio de Janeiro, pela 38.ª e última rodada do Campeonato Brasileiro.

Ele comentou sobre as dificuldades de conseguir a vaga para o torneio continental e a importância de se classificar de olho nos reforços da próxima temporada. “Aumenta a responsabilidade. Esse último jogo passa a ser mais decisivo do que nunca, não vamos ter outra chance. Temos que vencer ou vencer. Empate não serve. Vamos muito fortes, muito fortes para conseguir nosso objetivo”.

O time alvinegro é o atual oitavo colocado, com 52 pontos, e precisa de uma vitória simples para se garantir matematicamente no G8, o que dá uma vaga para o playoff da Libertadores. Na teoria seria uma tarefa simples, já que o Cruzeiro não tem mais pretensões na competição, já que se garantiu na Libertadores por conta da conquista da Copa do Brasil.

No entanto, Jair Ventura espera bastante dificuldade no duelo final. “Ficou claro contra o Vasco que o Cruzeiro não abandonou a competição. O (goleiro) Martín Silva foi o melhor em campo. Vai ser difícil como foi ano passado, tão difícil quanto, e o resultado te conto na segunda”, brincou.

Para a partida, o treinador deu a entender que deve utilizar o atacante Brenner, recuperado de um problema no ombro direito. Ele seria o substituto de Rodrigo Pimpão, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. “O Brenner treinou ontem (quinta-feira) e hoje (sexta). Ainda está com um incômodo, mas agora é hora do sacrifício. Quem está um pouco mais cansado, desgastado pela longa temporada, sentindo alguma coisa, é hora de juntar forças e, mesmo que não esteja 100%, fazer nosso melhor”, comentou.

Além de Rodrigo Pimpão, Jair Ventura não contará com o lateral-esquerdo Gilson e também com os volantes Bruno Silva e João Paulo, todos suspensos. Victor Luís, que volta de suspensão, entra na lateral esquerda. Matheus Fernandes e Marcos Vinícius devem ser os escolhidos para as vagas do meio de campo

“Tenho confiança em todos os atletas, tivemos uma ótima semana de trabalho. Não é nosso melhor momento, de um ano tão bom, mas como falei lá atrás vai ser resolvido no último jogo. Respeitamos o Cruzeiro, eles não largaram a competição, vimos contra o Vasco, não vem ao Rio para passear”, finalizou o treinador.

Fonte: O Dia Online