Se neste início de ano o torcedor do Botafogo vê seu time recheado de incertezas, seu porto seguro usa luvas e leva a braçadeira de capitão. Referência de um grupo em reformulação, o goleiro Jefferson tenta renovar as esperanças de uma torcida ainda receosa após o rebaixamento do ano passado. Ontem, o goleiro falou sobre a expectativa antes do clássico contra o Flamengo e garantiu um Botafogo “pilhado” para enfrentar seu maior rival.

— É sempre gostoso jogar contra o Flamengo por existir um clima diferente. É uma atmosfera boa entrar no estádio e ver tantos torcedores. Costumo dizer que o treinador não precisa dar palestra no dia do jogo porque já entramos pilhados — avaliou.

Enquanto o Flamengo teve de entrar em campo pela Copa do Brasil durante a semana, o Botafogo reforçou seus treinamentos para o clássico. Foram dias seguidos de mais de duras horas de trabalho no Estádio Nílton Santos. Segundo Jefferson, a mudança é necessária em função do adversário.

— Não pode ser diferente esse planejamento pois sabemos das dificuldades que teremos. O treino muda um pouco e fica mais intensivo. Até mesmo a comissão técnica passa mais detalhes — disse o camisa 1, que assistiu à vitória Rubro-negra por 2 a 1 sobre o Brasil de Pelotas.

Questionado sobre se o clássico será o primeiro grande teste para uma equipe recém-formada, Jefferson preferiu um tom mais cauteloso. O goleiro lembra que o início de um trabalho não pode ser definido pelo resultado em um clássico.

— Vai ser um teste no sentido de avaliar o que estamos fazendo até aqui. Nós sabemos que vai ser um jogo difícil, mas não será um divisor de águas para o Botafogo. Temos muito coisa pela frente e estamos no caminho certo — comentou o ídolo.

Fonte: Extra Online