Jefferson ‘sofre’ com Botafogo na luta por G-4 e vê briga crescer na seleção

Compartilhe:

Jefferson é nome frequente nas listas de convocações da seleção brasileira desde 2010, quando foi lembrado pela primeira vez. Porém, o goleiro levou um susto nesta reta final de preparação para Copa do Mundo de 2014. Isso porque o técnico Luiz Felipe Scolari levou em consideração a situação de cada time na hora de escolher os atletas para os amistosos contra Honduras e Chile.

Assim, Jefferson acabou prejudicado pelo fato de o Botafogo lutar por uma vaga na Libertadores do ano que vem. Situação parecida vive Diego Cavalieri, que tem outra meta no Fluminense: fugir do rebaixamento. Neste cenário a dupla viu a concorrência aumentar com a chegada de Victor, que será, inclusive, titular de acordo com Felipão – o Atlético-MG não tem maiores aspirações no Brasileiro e se prepara para o Mundial de Clubes, em dezembro.

“Não vou tirar o Diego, porque o Fluminense tem uma meta nesse momento. E o Jefferson, do Botafogo, tem outra. O time do Cuca já está classificado para a Libertadores, já está fora da zona de rebaixamento, não tem problema algum eu levar os jogadores do Atlético-MG”, disse o técnico Felipão.

“Levo o Victor porque eu não pude colocá-lo para jogar nos últimos amistosos. Posso garantir que o Victor vai jogar o primeiro jogo e, dependendo do andamento, até atuar algum tempo na segunda partida”, completou.

Além disso, a dupla de Botafogo e Fluminense tem uma única certeza: Júlio César já está confirmado na Copa. Assim, restam duas vagas de goleiro que serão disputadas entre Jefferson, Diego Cavalieri e Victor.

“Ele [Júlio Cesar] está melhor do que na convocação passada, quando ele jogou contra Portugal. Está melhor fisicamente e tecnicamente, pela análise que nós temos feito, mas não através de jogos, porque ele não está jogando”, afirmou o treinador sobre o único goleio já garantido na Copa.

Porém, Jefferson é quem tem mais chance de garantir uma vaga na competição. Do trio, ele é quem tem tido mais regularidade na seleção brasileira e deverá ser o reserva de Júlio César em 2014.

O Brasil encara Honduras no dia 16 de novembro, em Miami, nos Estados Unidos. Três dias depois, o time de Felipão volta a campo para medir forças com o Chile, em duelo marcado para a cidade de Toronto, no Canadá. Os confrontos serão os dois último da equipe em 2013. Até a Copa do Mundo, no Brasil, a seleção tem mais uma data Fifa, em março.

Fonte: UOL

Comentários