O jejum dos centroavantes do Botafogo tem causado eco na torcida e prejuízos na tabela da Taça Guanabara. Dos dois dos três jogos, o contestado Kieza foi o responsável por ser a referência e, de mais próximo da rede, ficou na trave no clássico contra o Flamengo, fim de semana último. Já Rodrigo Aguirre deu adeus ao clube e agravou a necessidade da chegada de um novo camisa 9.

Aguirre tinha vínculo até o meio do ano. No entanto, optou por atuar no futebol equatoriano antes de julho, fazendo com que o Botafogo acelere as buscas por um centroavante. Segundo o LANCE! apurou, o Glorioso já tinha em mente a contratação de um jogador para o setor, mas seria para o início do Brasileiro.

Agora, o radar no mercado precisa estar mais ligado do que nunca, tendo em vista que apenas Kieza e o jovem Igor Cássio, que ainda não estreou nos profissionais e passa por um trabalho específico para aprimorar a parte física, estão como opções para Zé Ricardo.

Em entrevista coletiva concedida na última segunda-feira, Jean foi abordado sobre a improdutividade dos centroavantes do Alvinegro – Kieza, por exemplo, não vai à rede desde o jogo contra o São Paulo, em outubro, pela 27ª rodada do Campeonato Brasileiro-2018. O volante deu a sua versão:

– Se eu tivesse resposta, eu falaria para o Tite e explicaria para ele sobre o Gabriel Jesus na Copa. Falta mais utilizar bem o centroavante. Não pode um centroavante nosso ter só uma chance clara. Não tem como cobrar o Kieza se demos apenas uma chance dele. Ele acertou a trave. Não tem como criticar Kieza ou Aguirre. Não estamos conseguindo fazer a bola chegar neles. Não sei, é com o Zé. Mas acho do meu ponto de vista que temos que servir mais nosso centroavante. Temos que explorar mais o Kieza – opinou Jean.

Em busca da primeira vitória em 2019, o Botafogo tem três sessões de treinos para fazer valer o escopo citado por Jean e explorar mais o 9. O adversário do próximo jogo será o Resende, nesta quinta-feira, às 20h, no Nilton Santos.

OS ALVOS ANTERIORES

Ainda em dezembro, visando o início da pré-temporada, o Botafogo chegou a sondar dois centroavantes, de acordo com o apurado pela nossa reportagem: Leandro Pereira, que atuou no Sport e na Chapecoense em 2018 e agora pertence ao Matsumoto Yamaga-JAP, e Santiago Tréllez, que estava na barca do São Paulo e acabou por fechar com o Internacional. Nada feito.

A aguardar as oportunidades que aparecerão ao Botafogo. Ares de urgência.

Fonte: Terra