É a quarta chance dele no Botafogo. Cercado de polêmicas, ele busca a volta por cima. E mesmo quando vai bem dentro de campo, o clube mostra preocupação com seu comportamento fora das quatro linhas. Essa é a vida de Jobson, que recuperou o prestígio junto à torcida com o bom início neste Campeonato Carioca.

E é justamente por causa desse bom início que o Botafogo ligou o sinal de alerta. Por conta de um passado de abusos no extracampo, Jobson é observado de perto. Tudo para que os erros não se repitam. O técnico René Simões já vivenciou os dois lados com o atacante. Da euforia á decepção quando estavam no Bahia, em 2011.

Na oportunidade, o jogador, emprestado pelo Botafogo, era um dos destaques da equipe no Brasileiro. O protagonismo novamente foi pesado e o atacante causou polêmica entre os companheiros por causa de uma vida desregrada. René Simões afastou o atleta, que foi devolvido ao Alvinegro.

Na última quarta-feira, Jobson voltou a ser o destaque do Botafogo após marcar um gol, dar assistência e imitar Cristiano Ronaldo na comemoração. Após ser substituído, o atacante teve uma conversa com René Simões ainda na beira do gramado, enquanto o jogo ainda acontecia. O treinador queria colocar os pés do jogador no chão, evitando um clima de oba-oba.

“O professor René está de parabéns pelo trabalho que vem fazendo. Nos conhecemos desde o Bahia, Lá eu estava sendo um dos ídolos e eu não soube administrar. Hoje o nosso ídolo é o Jefferson e tenho que estar preparado para tudo caso mantenha as boas atuações”, disse Jobson na saída de campo.

“Na nossa conversa, lembrei o que ele me falou no início da temporada. Ele lembrou que eu disse a ele que não estava preparado para ser protagonista no Bahia. Ele me disse que quando começou a fazer gols e passou a ser convidado para os lugares porque estava bem, se desequilibrou. Aí hoje eu disse: “Viu a torcida? Você está começando a virar aquilo que poderia ter sido na época de Bahia. Agora a decisão é sua, parceiro. Você vai ser o que quiser”.”, completou o treinador.

Por outro lado, René faz questão de ressaltar o bom comportamento de Jobson no dia a dia. O treinador revela que o jogador tem sido exemplar e elogia o comandado. “É bom ver o Jobson assim, inclusive nos treinos. Ontem ele foi o primeiro a chegar ao ônibus na nossa saída. Essas coisas eu vou anotando. São bons indicadores, e tomara que ele entenda que poder ser protagonista”, concluiu.

Com a vitória sobre o Friburguense, o Botafogo chega aos 13 pontos e assume a liderança provisória. O Alvinegro volta a campo no sábado, quando receberá o Nova Iguaçu, no Engenhão. Essa será a segunda partida do estádio, reinaugurado após dois anos fechado para obras.

Fonte: UOL