Além de chamar a atenção por sua beleza, Fernanda Colombo Uliana ganhou espaço no noticiário também pelos erros cometidos nos jogos para os quais foi convocada, entre São Paulo e CRB, na Copa do Brasil, e Atlético-MG e Cruzeiro, pelo Brasileirão. As falhas, no entanto, são apenas uma exposição de um cenário negativo, avaliado pela própria CBF (Confederação Brasileira de Futebol).

Segundo estudo realizado pela comissão de arbitragem da entidade, a atuação de juízes e assistentes teve uma queda importante de qualidade no ano passado. As partidas com notas “ruins” (até 5,9) cresceram, enquanto as “excelentes” (de 9 a 10) despencaram, chegando a uma de suas piores marcas desde 2008, considerando todas as competições nacionais.De 2012 para 2013, os jogos “ruins” subiram de 3 para 17, os “aceitáveis” (6,0 a 6,9), de 25 para 72, e os “excelentes” caíram de 443 para 160, como é possível observar na tabela abaixo.

ESPN.com.br

texto camila todas
Avaliação da CBF para o ano de 2013 sobre todas as competições nacionais

A situação da Série A do ano passado reflete exatamente o quadro geral levantado pela comissão de arbitragem. As notas “ruins” se multiplicaram, passando de 0 para 5, de 2012 para 2013, e as “excelentes” caíram de 168 para 67, de 44% para 17%. As “aceitáveis” (6,0 a 6,9) também aumentaram, de 6 para 15, de 1,6% para 4%.

Vale lembrar que esse uma outra polêmica já tomou conta do noticiário esportivo, na final do Campeonato Carioca, entre Flamengo e Vasco, levando o caso até ao Tribunal de Justiça Desportiva do Rio de Janeiro.

ESPN.com.br

texto camila serie a
Avaliação da CBF para as partidas da Série A
Apesar dessa queda na qualidade, a ouvidoria de arbitragem da CBF tem um outro lado dessa história. Segundo dados internos da entidade, as reclamações diminuíram bastante de 2012 para 2013, cerca de 47%. Em números absolutos, o órgão recebeu no ano passado apenas 32 queixas, contra 60 do ano anterior.
Musa da bandeira
Na tarde desta segunda-feira, em reunião ordinária, a CBF decidiu que a bandeirinha musa passará por uma reavaliação depois de ter cometidos os erros da semana passada. Apesar das falhas, a entidade não se arrepende de ter promovido a musa da bandeira para a elite do futebol nacional com apenas 23 anos – a média de idade é de 37 anos.
Fonte: ESPN.com.br