O Botafogo tem atletas espalhados pelo Brasil durante os estaduais. Alguns deles trabalharam com o técnico Eduardo Barroca na base e receberão oportunidade de mostrar serviço nos próximos meses. Mas não Renan Gorne. O atacante era um dos destaques do time que foi campeão sub-20, mas nunca teve a chance nos profissionais.

Para se ter uma ideia, O jogador marcou 31 gols em 2016, ano em que se consagrou campeão brasileiro em cima do Corinthians. O ‘matador’ alvinegro sempre tinha Pedro, também da mesma categoria, como principal adversário pela artilharia dos campeonatos que ambos disputavam.

Era muito previsível que o atleta teria sua oportunidade nos profissionais do Botafogo em pouco tempo. Vários de seus companheiros, hoje, duelam por espaço no elenco do Alvinegro. Renan Gorne, porém, segue desprestigiado pela diretoria.

Ao mesmo tempo que acumula torcedores inquietos pela falta de oportunidade, Gorne também já conta com uma base de haters – muito por causa do excesso de fãs. O atacante acumula passagens frustrantes por Paysandu e Volta Redonda, onde quase não entrou em campo.

Pelo Botafogo teve apenas uma oportunidade. Entrou na reta final de um jogo contra o Coritiba em 2017, quando jogou por apenas 12 minutos. Desde então, passou a ser emprestado.

A passagem pelo North Carolina FC, nos Estados Unidos, foi produtiva: marcou seis gols em 13 jogos. Já no Paysandu, teve dez partidas e balançou as redes uma vez. Por fim, no Volta Redonda, foi reserva de João Carlos e acumulou 53 minutos.

Longe do Botafogo, Renan Gorne seguirá a carreira. O próximo desafio é o Confiança-SE, como informou a Rádio Tupi, para a disputa da Série C do Campeonato Brasileiro. O contrato do centroavante com o Alvinegro se encerra em dezembro.

Lindenberg e Yuri vivem outro lado

Se Renan Gorne não faz parte dos planos do Botafogo, alguns companheiros ainda terão nova oportunidade. Victor Lindenberg e Yuri foram integrados ao elenco após passagens por Santa Cruz de Natal e Figueirense.

O lateral esquerdo chamou atenção da torcida do Botafogo ainda na base pela boa quantidade de assistências em que deu. Já o meia tem atuado pelos lados de campo e marcou o gol do título do Brasileiro sub-20 contra o Corinthians, em São Paulo.

Fonte: UOL