A juíza Fernanda Rosado de Souza negou, nesta terça-feira, os embargos declaratórios impostos pela Odebrecht numa ação em que o Botafogo questiona a legalidade de um empréstimo feito pela empresa, de R$ 20 milhões, em 2013, ao clube. A magistrada manteve o entendimento de junho para a realização de uma perícia nos contratos entre as partes.

O Botafogo alega que o acordo foi “simulado” pela empresa para que o clube não criasse obstáculos após o fechamento do estádio, em 2015, para obras de reparos. O Alvinegro também suspeita da intenção da empresa de tornar o Maracanã o principal palco de eventos no período anterior a Copa do Mundo.

De acordo com o clube, a dívida atualizada junto a Odebrecht é de R$ 43 milhões. Uma outra decisão da Justiça determinou a paralisação da cobrança até que o caso seja julgado em definitivo.

Fonte: Blog do Ancelmo Gois - O Globo Online