Pressionado por conta de uma sequência sem vitórias e com a zona do rebaixamento no calcanhar, o Botafogo tem em Kieza a principal esperança de gols para os próximos compromissos nesta reta final do Campeonato Brasileiro. Nesta terça, antes do treino, o artilheiro da equipe na temporada projetou o jogo contra o Atlético-PR e falou sobre a má fase do Alvinegro.

– Sabemos das dificuldades de enfrentar eles (Furacão) lá no campo deles, a bola corre mais, mas precisamos ir com o intuito de somar pontos e voltar a jogar bem. Tivemos uma caída nos últimos três jogos – admitiu K9, que também comentou a respeito dos salários atrasados:

– A gente fica muito chateado com a situação de não conseguir deixar o Botafogo no melhor lugar na tabela como ele merece. Tem a questão de salários também, mas temos colocado na cabeça apenas as coisas de trabalho. Deixamos isso para a diretoria – completou o centroavante de 32 anos..

Kieza falou em entrevista coletiva. Quando questionado acerca de seu recente jejum de gols, que dura quatro partidas, o atleta salientou que não sofre pressão interna para voltar a balançar as redes.

– Nunca lidei com isso na minha carreira, falo que se eu tiver duas ou três chances no jogo, vou fazer uma, pode ter certeza. Não tenho essa pressão comigo. Vou perder gol, normal de centroavante, mas vou estar sempre fazendo, sou o artilheiro da equipe no campeonato e estou tranquilo quanto a isso – afirmou.

O Botafogo de Kieza volta a campo no sábado, quando visita o Atlético-PR às 21h (de Brasília), pela 31ª rodada do Brasileiro, na Arena da Baixada.

Fonte: Terra