Lanterna da B, Waldemar pede dicas para irmão, líder da A

Compartilhe:

A situação está mesmo complicada para o lado do ABC. Após oito rodadas, o clube potiguar soma apenas dois pontos na tabela da Série B, é o último colocado da competição e tem um aproveitamento de 8,3%. Na tentativa de tirar o Mais Querido da “lama” e afastar o fantasma do rebaixamento, o técnico Waldemar Lemos recorre ao irmão Oswaldo de Oliveira, treinador do Botafogo e líder do Brasileirão 2013.

Em entrevista ao GLOBOESPORTE.COM, Waldemar revelou que tem recebido algumas “dicas” do irmão mais velho para buscar a reabilitação na Segundona. Ele também deixa claro que o jeitão tranquilo de ambos é a receita para superar as adversidades.

– Tenho só um mês aqui em Natal, mas a gente costuma conversar sobre o momento do ABC. Ele me diz para ter toda a tranquilidade e paz do mundo para que o time consiga sair dessa situação, que realmente causa um desconforto muito grande – falou.

Ainda de acordo com Waldemar Lemos, a sua relação com Oswaldo é a melhor possível. O treinador conta que, apesar da distância, os dois se falam com frequência, principalmente sobre a família. Mas o futebol também é assunto obrigatório nas conversas entre os irmãos, e eles procuram se ajudar sempre.

– Temos uma relação normal, de irmãos. Conversamos bastante, sobre tudo, mas principalmente sobre a nossa família. Também falamos sobre as nossas coisas e a nossa profissão. Sempre com o objetivo de um estar ajudando o outro – finalizou.

Waldemar Lemos de Oliveira é natural do Rio de Janeiro e tem 59 anos. Ele iniciou a carreira de técnico no Mesquita, em 1986, e depois comandou as seleções sub-17, sub-20 e sub-23. Ainda treinou clubes como Flamengo, Náutico, Atlético-PR e Sport, além de passagens por equipes da Jamaica e da Coreia do Sul. Waldemar chegou ao ABC no mês passado e comandou o alvinegro natalense em três jogos oficiais, sendo uma derrota pela Copa do Brasil e duas pela Série B.



Fonte: Globoesporte.com
Comentários