A ótima sequência de Erik na reta final do Campeonato Brasileiro deste ano deve fazer com que o Palmeiras o mantenha no elenco para 2019. Já deste lado, se perde o meia-atacante, o Botafogo voltará a contar com um jogador que saiu por empréstimo e se destacou em outro clube: Leandro Carvalho, aguardado com o status de provável protagonista.

Não há melhor momento para Leandro Carvalho provar que o investimento do Botafogo em janeiro de 2018 valeu a pena. Ele pertencia ao Paysandu, mas chamou a atenção, de fato, no próprio Ceará, em 2017 – ano em que marcou sete gols em 41 partidas pelos times nortista e nordestino. Na ocasião do negócio com o Papão, 50% dos direitos econômicos do atacante passou a ser dos cariocas, que cederam Renan Gorne e Victor Lindenberg aos paraenses.

Antes de retornar ao Ceará, Leandro Carvalho atuou apenas em quatro partidas pelo Botafogo. Com Alberto Valentim, chegou a ser titular em duas partidas, contra Audax Italiano-CHI e Palmeiras, na estreia do Brasileirão, e foi muito bem. Em seguida, no entanto, teve uma lesão no menisco do joelho direito e precisou ser operado. Após a recuperação, não foi aproveitado e rumou ao Vozão, em julho – o lateral-direito Arnaldo teve o mesmo destino.

Em recente entrevista à TV Diário, Leandro Carvalho afirmou que pretende ficar no Ceará, que pode fazer uma investida em janeiro para extensão do empréstimo. No entanto, o Botafogo não vai abrir mão do veloz atacante, que tem tudo para ser a peça ideal a substituir Erik na ponta direita – Aguirre é uma outra opção no elenco de Zé Ricardo. No setor, aliás, viveu o seu melhor momento neste ano.

– A nossa expectativa para o Leandro no Botafogo em 2019 são as melhores possíveis. No início, as contusões atrapalharam no clube carioca, por isso foi emprestado ao Ceará, mas, por lá, fez um campeonato muito bom e acreditamos que ele venha manter o nível e representar bem a camisa do Botafogo. Vai ser um ano muito positivo para ele – comentou Ivan Freitas, um dos empresários do atleta, em contato ao LANCE!.

À vontade na equipe de Lisca, Leandro Carvalho liderou o quesito assistências do time na Série A – deu três passes para gols, assim como Felipe Azevedo. Foi o segundo que mais finalizou e o segundo que mais driblou certo. Ou seja, características que serão importantes para a proposta de jogo de Zé Ricardo, que vê o clube em delicada situação financeira e com pouquíssimos recursos para novos investimentos.

BRILHOU NO CEARÁ

Procurado pelo L! para contar melhor sobre a segunda passagem de Leandro Carvalho, André Almeida, cronista do diário O Povo, de Fortaleza, detalhou os motivos que fizeram Leandro Carvalho virar xodó da torcida do Vozão.

– O Leandro foi um dos principais jogadores da reação do Ceará, por ser uma alternativa de velocidade. O Lisca apostava em um sistema compacto e que tinha uma transição veloz depois de defender bem. Ele fez gols importantes, como contra o Flamengo e contra a Chapecoense. Era o diferencial do Ceará, bom um contra um e o improviso – disse, completando:

O Ceará tem, inclusive, a intenção de contar com ele. Eles estão enviando uma proposta para, pelo menos, ficar com parte dos direitos, mas é difícil. A torcida tem um carinho muito grande por ele, é um xodó da torcida.

Fonte: Terra