Libertadores no horizonte: Botafogo encara o Goiás, que não terá Walter

Compartilhe:

Goiás e Botafogo estão separados por quatro pontos na tabela do Brasileiro, mas estão juntos no sonho de conquistar uma das vagas para a Libertadores do ano que vem. O Alvinegro, segundo colocado com 53 pontos, é quem está bem na briga, e espera um bom resultado no duelo deste domingo, às 17h (de Brasília), no Serra Dourada, para seguir no caminho do sucesso. O Esmeraldino, quinto lugar, com 49 pontos, tenta fazer valer sua força em casa e se animar para a semifinal da Copa do Brasil. Na quarta, o time perdeu para o Flamengo por 2 a 1.

Se o Goiás não terá Walter, seu principal jogador e que está no departamento médico, o Bota tem quase força máxima, com exceção de Dória, suspenso. Oswaldo de Oliveira deixará novamente o meia Lodeiro, destaque do primeiro semestre, no banco de reservas.

Embora tenha poupado jogadores e vencido o Náutico na última rodada do Brasileirão, o Goiás não repetirá a receita neste domingo. A ausência de Walter é o grande problema para o técnico Enderson Moreira, já que, sem o astro, o Verdão só venceu justamente o Timbu nesta edição da Série A. O Esmeraldino espera superar o problema para derrotar o Botafogo e se aproximar ainda mais do G-4.

A Rede Globo transmite o jogo para RJ, RS, SC, ES, GO (menos Goiânia), TO, MS, MT, BA (Salvador), AL, PB, RN, PI, MA, PA, AM, RO, AC, RR, AP e DF. A partida será exibida ao vivo para todo o Brasil no PremiereFC 4. O GLOBOESPORTE.COM transmite o jogo em Tempo Real e com vídeos exclusivos.
header as escalações 2

Goiás: Enderson Moreira conta com o importante retorno do volante Amaral, que não enfrentou o Flamengo na última quarta-feira – estava suspenso na Copa do Brasil. O capitão esmeraldino volta na vaga de Thiago Mendes e deve ser a única novidade. Walter segue em tratamento. Júnior Viçosa e Welinton Júnior disputam a posição. O Goiás entra em campo com Renan; Vítor, Ernando, Rodrigo e William Matheus; Amaral, David, Eduardo Sasha, Hugo e Roni; Júnior Viçosa (Welinton Júnior).

Botafogo: a grande novidade da equipe alvinegra para esta partida será a volta de Elias, que ficou ausente nas quatro últimas rodadas por causa de uma lesão na coxa esquerda. Na zaga, André Bahia será o substituto de Dória, suspenso. O Glorioso deve entrar em campo com: Jefferson, Edilson, Bolívar, André Bahia e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel, Gegê, Seedorf e Rafael Marques; Elias.
quem esta fora (Foto: arte esporte)

Goiás: com lesão muscular na coxa direita, Walter segue em tratamento intensivo para enfrentar o Flamengo na próxima quarta, pela Copa do Brasil. O volante Leandro tem lesão no joelho.

Botafogo: além de Dória, suspenso, Oswaldo de Oliveira não poderá contar com Lucas e Cidinho. Ambos já deixaram o departamento médico, mas estão em processo de recondicionamento físico depois de se recuperarem de cirurgia.

header pendurados (Foto: ArteEsporte)

Goiás: Dudu Cearense, Hugo, Renan, Roni e Thiago Mendes.

Botafogo: Elias, Gilberto, Henrique, Lodeiro, Lucas, Marcelo Mattos, Rafael Marques e Seedorf.

header o árbitro (Foto: ArteEsporte)

Sandro Meira Ricci (PE) apita o jogo, auxiliado por Márcia Bezerra Lopes (RO) e Clovis Amaral da Silva (PE). O árbitro atuou em 12 partidas deste Brasileiro, inclusive o empate por 1 a 1 entre as duas equipes no primeiro turno, em Brasília. Ele tem média de 4,9 cartões amarelos e já exibiu o cartão vermelho em sete oportunidades. Ricci já deu quatro pênaltis e marca em média 35,3 faltas por jogo. O campeonato tem média de 4,3 cartões amarelos e 0,29 cartão vermelho por jogo. Além disso, 67 pênaltis já foram assinalados e a média de faltas é de 34,7.

header_estatisticas (Foto: arte esporte)

Goiás: o Esmeraldino tem ampla vantagem no confronto em Brasileirões quando é mandante. Em 16 jogos, foram nove vitórias do Goiás, três do Botafogo e quatro empates, com 34 gols do Goiás e 18 do Botafogo. Nos últimos 11 confrontos com mando do Goiás, o time da casa perdeu apenas um (em 2009), empatou quatro e venceu seis. Neste ano, a defesa do Goiás é a sexta que menos sofreu finalizações (348) e a oitava que menos permitiu finalizações certas aos adversários (130). Tem o sétimo melhor índice de finalizações sofridas que entraram em seu gol (9,5%). Seu goleiro é o oitavo que mais defesas difíceis fez (52), empatado com o do Botafogo. No ataque, o Goiás é a sétima equipe que mais conseguiu finalizações certas (391), mas tem o nono pior índice de finalizações que viraram gol (10%). É o nono ataque que mais fez gols (40).

Botafogo: o Botafogo é a quarta equipe que mais sofreu finalizações (409) e finalizações certas (158) no Brasileirão, mas curiosamente tem o quarto melhor índice de finalizações sofridas que entraram em seu gol (8,3%). Seu goleiro é o oitavo que mais defesas difíceis fez (52), empatado com o do Goiás. No ataque, o Botafogo é o segundo time que mais finalizou em gol (452) e o terceiro que mais conseguiu finalizações certas (160), mas seu índice de finalizações que viraram gol é o nono pior, assim como o do adversário (10%). Só que o Botafogo tem o quarto ataque que mais gols marcou (45).

Fonte: Globoesporte.com

Comentários