Desde a estreia em jogo contra o Grêmio, em maio, Carlos Alberto não é figura fácil de ser encontrada em campo pelo Botafogo. Das nove partidas disputadas pelo clube desde a derrota por 2 a 1 no Rio Grande do Sul, o camisa 19 só jogou em quatro delas. Em nova sequência de lesões na carreira, o meia falha na tentativa de ser importante para o técnico Vagner Mancini. Carlos Alberto só disputou 55% do total de partidas a partir da volta ao Botafogo.

Carlos Alberto tem papel mais importante nos bastidores do clube. O jogador é voz ativa no elenco, que cobra da diretoria por maior esforço para o pagamento de salários atrasados. Um mês dos atrasados em carteira foi acertado nesta segunda-feira, através de ação na Justiça via Sindeclubes (Sindicato de Empregados de Clubes do Rio).

Na zona de rebaixamento do Campeonato Brasileiro, com apenas 13 pontos, a equipe necessita mais das boas atuações de Carlos Alberto em campo. O jogador já sofreu com problema no músculo anterior da coxa esquerda, logo na estreia. Na derrota para o Atlético-PR, foi uma lesão no tornozelo direito que o atrapalhou.

A ausência do camisa 19 no último domingo precipitou a estreia de “Cachito” Ramírez, algo que não estava nos planos do técnico do Botafogo.

“O Ramírez, embora sem jogar há algum tempo e fazendo sua estreia, teve um bom entendimento. Acho que atuou de uma forma boa, mas é claro que você perde um jogador que normalmente era quem encostava no Emerson”, lamentou Vagner Mancini.

Embora com pouco tempo de Botafogo neste retorno – também defendeu o clube em 2008, quando conviveu com atrasos salariais –, Carlos Alberto é um dos líderes do time. Ao lado de Emerson Sheik, Bolívar e Jefferson, o meia tem voz ativa para fazer cobranças à diretoria e ao elenco diante das situações ruins dentro e fora de campo.

Carlos Alberto inicia semana focado na recuperação para ficar disponível e jogar contra o Fluminense, clube que o revelou. A presença do camisa 19 será importante, já que o Botafogo perdeu – por suspensão – Dória e Emerson Sheik para o clássico. O duelo está marcado para ser disputado em Brasília, no próximo domingo.

Fonte: UOL