Mesmo aos 17 anos de idade, o atacante Luis Henrique já é o titular da posição no Botafogo. Na última partida válida pelo Campeonato Carioca, inclusive, o gol da vitória foi marcado por ele, no triunfo por 1 a 0 diante do Resende.

Com o bom desempenho, o atleta ainda mantém a esperança de disputar as Olímpiadas do Rio de Janeiro pela Seleção Brasileira, e diz estar se preparando para a oportunidade. “Eu estou no lugar certo. O Botafogo é o clube que mais cedeu jogadores para a Seleção Brasileira, mas sei que isso não basta e tenho que fazer a minha parte. É uma possibilidade, uma meta, defender a Seleção nas Olimpíadas. Trabalho também em cima disso. Busco sempre melhorar aqui e fazer o meu nome. Quero ajudar muito o Botafogo para futuramente olhar para outros caminhos”, disse Luis Henrique, em entrevista coletiva.

Apesar do assédio sofrido devido a titularidade no Botafogo, o atacante diz ter tranquilidade para lidar com a badalação. “A gente acaba aprendendo muita coisa depois que sobe para o profissional. Foram muitas coisas boas, questão financeira, reconhecimento e uma certa badalação. Sou muito tranquilo em relação a isso e procuro sempre manter os pés no chão”, garantiu.

Luis Henrique completou falando sobre a disputa diária por posição com Ribamar, outro jovem atacante do elenco. “Essa pressão já existia na base. Lógico que não se compara ao profissional. O Ribamar subiu também e temos uma briga saudável na posição. O Botafogosó tem a ganhar com isso. Fizemos uma boa dupla de ataque na base também. Somos jovens ainda, temos muito a evoluir”, finalizou.

O Botafogo volta a campo pelo Campeonato Carioca no próximo domingo, às 17h (de Brasília), quando enfrenta a Cabofriense, em São Januário.

Fonte: Footstats