O Botafogo vive um sobe e desce constante no Campeonato Brasileiro. Atualmente, o time ocupa a 13ª colocação com 12 pontos, quatro acima da zona de rebaixamento e sete atrás do Atlético-PR, primeiro colocado no G-4, A irregularidade fez com que o técnico Vagner Mancini elevasse um pouco o tom da cobrança ao elenco alvinegro.

Domingo, o time enfrenta o Flamengo, lanterna da competição e que vai contar com a estreia do técnico Vanderlei Luxemburgo, e o treinador alvinegro considera que é hora de aumentar um pouco mais a qualidade técnica de cada um dentro do clube. Mancini lembra a fase do Atlético-PR, no ano passado, e a campanha da Costa Rica, na Copa, para mudar o aproveitamento do time.

“Sempre tenho dito a eles desta fase do Atlético-PR, no ano passado, e a Costa Rica, que fez uma Copa do Mundo maravilhosa, mesmo caindo em um grupo extremamente difícil, mas foi competente pra isso. Talvez, a gente não tenha sido competente até agora. Há a necessidade, sim, de que todos melhorem a performance. Todos que envolvem o Botafogo para fazer o torcedor sorrir”, alertou o treinador.

O líder Cruzeiro tem 25 pontos e abriu cinco pontos de distância para o segundo colocado, o Corinthians. O Botafogo está 13 pontos atrás, o que significa que teria que vencer 4 partidas e empatar uma, sem que o time mineiro somasse ponto, para alcançar o bloco da frente. Isso se for levado em consideração somente a equipe celeste. Mesmo assim, Vagner Mancini não enxerga nenhuma equipe muito acima neste Campeonato Brasileiro.
publicidade

“Não há nenhuma equipe muito superior a outra. Talvez o Cruzeiro e o Inter tenham um elenco com mais opções, mas dentro de campo o equilíbrio fala mais alto. Temos que mostrar aos atletas que têm equipes que estão pontuando bem, lá em cima na tabela, que não têm nada a mais do que nós, apenas fizeram algo que não fizemos neste início”, advertiu.

O discurso, por ora, é de cobrança, mas o treinador sabe fazer o afago quando o momento exige um carinho. Mancini garante que a equipe vai melhorar de rendimento, Hoje, o time tem apenas 36,4% de aproveitamento.

“O torcedor tem que esperar e ser positivo no que acreditamos. Vamos melhorar e chegar lá em cima. Dá tempo para todo mundo e o Atlético-PR, do ano passado, é exemplo. Estava na zona de rebaixamento, subiu, garantiu vaga na Libertadores e foi finalista da Copa do Brasil. O campeonato não está decidido. Quatro vitórias, em sequência, dão uma soma de pontos que faz você ultrapassar sete, dez equipes. Lógico, que temos que ter um time arrumado”, disse.

Fonte: Terra