A derrota por 2 a 0 para o Goiás, na última quarta-feira, servirá como exemplo do que não deve ser feito no Botafogo. Pelo menos é o que afirmou o técnico Vagner Mancini, em entrevista coletiva. O treinador até fez alguns elogios aos seus atletas, que dominaram as ações até sofrer o primeiro gol. Mas a falta de pontaria foi condenada pelo comandante do Alvinegro, que esperava maior eficiência no quesito.

Curiosamente, a derrota para o Goiás veio após a história goleada por 6 a 0 sobre o Criciúma, no Maracanã. Na oportunidade, Vagner Mancini disse que o Botafogo esteve perto da perfeição. Após novo tropeço, o treinador diz que ambas as partidas são exemplos: um positivo e o outro negativo.

“A derrota será um divisor de aguas também. É muito mais difícil ver e analisar nas derrotas. Muitas coisas ficaram evidentes, algumas são irreais, pois não está tudo errado. Fomos melhor durante 55min e depois deu chance ao Goiás, que mal chegava. Eles abriram o placar e o jogo mudou. Depois foram organizados e mandaram até o fim”, disse Mancini.

“Está todo mundo chateado, pois esperávamos uma arrancada, mas ficou para outro dia. Temos que analisar tudo e fortalecer o emocional do atleta. A derrota machuca mais que acrescenta. Dizem que é nas derrotas que se aprende e sou contra isso. Prefiro refletir mesmo nas vitórias. Vamos refletir e tomar decisões necessárias”, completou o treinador.

Fonte: UOL