O técnico Vagner Mancini elogiou a atuação do atacante Rogério, que estreou neste sábado vestindo a camisa 8 do Botafogo no empate em 1 a 1 com o Cruzeiro no Maracanã. O recém-contratado jogador saiu no segundo tempo, substituído por Júlio César.

– A entrada do Rogério foi para que não dependêssemos apenas do Emerson, e não tenho dúvida de que isso vai acontecer. O Rogério vem de uma inatividade, assim como o Carlos Alberto, ambos precisam jogar, rodar dentro do jogo. Rogério ainda está um pouco abaixo do que pode jogar. Entendemos o Sheik, ele é extremamente ativo dentro do jogo, estamos tentando achar uma solução para que desafogue ele. O Botafogo ainda não está encaixado – analisou o treinador.

Mancini também falou sobre a atuação de Edilson, mais uma vez utilizado no meio-de-campo. Ele fez o gol do Botafogo, de cabeça.

– Temos dificuldade às vezes na armação desse meio-de-campo, dependemos muita vezes de dois volantes e precisamos de alguém com mais recurso. Edilson tem muita força física, facilidade no passe e tem o chute de longa distância, talvez ele possa render mais nessa função – completou.

Fonte: Redação FogãoNET