A fase é complicada. Na luta para escapar do rebaixamento do Campeonato Brasileiro, o Botafogo ainda lida com problemas de lesão. O técnico Vagner Mancini tem sido obrigado a improvisar na reta final do torneio, uma dificuldade a mais para o Alvinegro.
Mancini admite momento complicado, mas não larga a toalha e tenta salvar o Botafogo

“Estamos diante de um quadro muito desfavorável. Perdi Rogério, Wallyson e André Bahia. Jobson e Rodrigo Souto se queixaram de dor. Diante dessas dificuldades, a parte mental joga contra o físico. Com um a menos, é preciso se desdobrar mais, e o jogador fica mais perto das lesões. Não gosto de chiar no microfone, mas desde o início do Brasileiro 14 atletas saíram do time. Então, esse que está jogando não é nem o segundo time. Muito atletas não tiveram tempo de se conhecer e agora estão numa arena brigando contra leões, muitas vezes sem estarem preparados. Por isso digo que alguns sentem mais do que outros”, alertou o técnico após a derrota para o Atlético-PR.

Mancini terá uma semana para buscar soluções para o time. Junior Cesar, expulso, será mais um desfalque. A lista de problemas tem nomes como Wallyson, Rogério, Ferreyra e Marcelo Mattos, lesionados. André Bahia tem chance de voltar ao time no sábado.

Com 33 pontos, o Botafogo está na 18ª colocação, na zona de rebaixamento e com 81% de chances de cair, de acordo com o matemático Tristão Garcia, do site Infobola. O próximo jogo do Alvinegro é contra o Fluminense, sábado, às 19h30, no Maracanã.

Fonte: O Dia Online