O assunto em voga é Copa do Mundo, porém o Campeonato Brasileiro já está batendo na porta por aqui. Na quarta-feira dia 18, por exemplo, Corinthians e Botafogo se enfrentam pela 13ª rodada da competição, em São Paulo. E o duelo entre paulistas e cariocas traz um recente retrospecto incomum quando se trata do tão equilibrado nacional: a prevalência dos mandantes.

Nos últimos cinco jogos, somente a equipe anfitriã foi quem saiu com os três pontos. Nada de empate também. Melhor para o Botafogo, que está com três vitórias – e duas derrotas, consequentemente – neste ínterim. Desses triunfos está o último, conquistado em 2017, por 2 a 1 (gols de Igor Rabello e Brenner; Jô descontou), no Estádio Nilton Santos.

Para “quebrar a corrente” e evitar que o retrospecto se mantenha, uma vez que será visitante na quarta-feira que vem, o Botafogo garante estar focado para retornar desta parada para a Copa do Mundo mais regular e disposto a ter um melhor rendimento fora de casa neste Brasileirão, agora com o técnico recém-chegado Marcos Paquetá – atualmente, está na 9ª posição.

– Eu acredito que o Botafogo está pensando alto para o segundo semestre. Estamos trabalhando firme ara isso. Tivemos uma pequena oscilação, mas na volta da Copa vamos manter um bom nível – comentou Jean, volante do Bota cedido ao Corinthians e que não entrará em campo.

Diferente do Botafogo, o próximo Corinthians, na 10ª colocação, está esquentando os motores para o Brasileiro com amistosos relevantes. Já enfrentou o Cruzeiro em Minas Gerais, o Grêmio em Itaquera e, nesta quarta, também em amistoso, volta a encarar a Raposa, mas agora em sua casa.

Fonte: Terra