Maratona dos rivais não empolga Oswaldo por objetivo do Botafogo de G-4

Compartilhe:

Os principais rivais do Botafogo no Campeonato Brasileiro na briga por uma vaga na Taça Libertadores do ano que vem são Grêmio, Atlético-PR e Goiás. Coincidentemente, os três ainda estão nas semifinais da Copa do Brasil, que também classifica o campeão para a competição sul-americana.

Com o acúmulo de jogos decisivos, os três clubes enfrentam uma maratona pela qual o Botafogo não precisa passar. Eles entraram em campo nesta semana, enquanto o clube carioca teve a semana livre para treinamentos. Mesmo assim, o técnico Oswaldo de Oliveira não vê grande vantagem no momento.

– Não tenha dúvida de que essas equipes precisam desdobrar sua atenção, mas elas têm reagido muito bem, mantendo o desempenho com regularidade e personalidade. Depende muito da questão interna de cada um, mas vejo os três muito fortes nessa reta de chegada – comentou Oswaldo.

No Campeonato Brasileiro, o Botafogo ainda terá confrontos com Goiás (empate em 1 a 1 no primeiro turno) e Atlético-PR (derrota por 2 a 0). Para o Grêmio, já perdeu duas vezes. Os três times saíram ilesos dos jogos com o clube carioca na competição até agora.

– O Grêmio é particularmente forte. O Atlético-PR tem um bom entrosamento, joga em velocidade e leva vantagem nesta fase por ter trabalhado com um planejamento diferente. O Goiás subiu muito nos últimos jogos e, mesmo alternando jogadores contra o Náutico, continua forte, com bons valores – analisou Oswaldo.

Coincidentemente, o próximo jogo é contra o Goiás, domingo, no Serra Dourada. O Botafogo está na segunda colocação no Campeonato Brasileiro, com 53 pontos, quatro a mais do que o rival, quinto colocado. O Grêmio também tem 53, um a mais do que o Atlético-PR. O líder é o Cruzeiro, com 65.

– Não é uma luta particular entre Botafogo e Goiás. Essa briga vai continuar por sete rodadas e vamos procurar manter nosso caminho de vitórias – disse Oswaldo.

Fonte: Globoesporte.com

Comentários