Comentarista dos canais ESPN, o jornalista Mauro Cezar Pereira deu sua opinião sobre a possibilidade de o Botafogo contratar o volante marfinense Yaya Touré, de 36 anos, sem clube após defender o Qingdao Huanghai, da China. Para Mauro Cezar, é preciso saber se o africano está realmente motivado para atuar no futebol brasileiro – caso contrário, sua chegada poderia transforma-se num problema.

Banner da loja do FogãoNET para faixa japonesa

– Touré pode ajudar se estiver motivado e em boa forma. Se chegar ao Brasil sem a motivação necessária, pode se transformar num peso, num problema. E aí está a grande questão: quando ele saiu do (Manchester) City, já não estava mais rendendo e não parecia tão motivado, segundo pessoas próximas. Estará motivado a jogar no futebol brasileiro? Essa é a grande pergunta que tem que ser feita pelo torcedor do Botafogo. A resposta tem que partir de quem faz a negociação, ter a capacidade de perceber até que ponto o atleta está realmente disposto a vir ao Brasil para defender um clube tradicional, num difícil momento, e ajudar a resgatar um pouco aquilo que ficou pelo caminho – afirmou Mauro Cezar.

O comentarista fez um breve histórico da passagem de Yaya Touré pelo Manchester City e citou outra contratação estrelada do Botafogo, a do japonês Keisuke Honda.

– Yaya Touré jogou no Barcelona, mas foi no City, nas mãos do técnico Roberto Mancini, que foi transformado de volante em meia-atacante e aí começou a usar sua força física brutal e seu talento. É bom driblador, chuta bem e se transformou numa arma poderosa de ataque de um City que voltou a ser campeão depois de décadas de jejum. Chegou a trabalhar com Guardiola, já estava numa descendente e quando sai do clube não deixa saudades porque, na visão do pessoal do Manchester City, já tinha dado o que poderia no padrão de competitividade da Premier League. Claro que jogando no Brasil, se estiver numa boa forma física, num peso ideal e motivado, pode ajudar muito o Botafogo, que já contratou Honda. Honda já era quase ex-jogador, vinha atuando na Austrália, acumulando o cargo de técnico da seleção do Camboja e agora vai jogar no Botafogo, onde a torcida espera bom nível de competição – completou.

Fonte: Redação FogãoNET e ESPN.com.br