Usamos cookies para anúncios e para melhorar sua experiência. Ao continuar no site você concorda com a Política de Privacidade.

Jogos

Carioca

17/04/21 às 16:00 - Maracanã

Escudo Fluminense
FLU

X

Escudo Botafogo
BOT

Copa do Brasil

14/04/21 às 21:30 - Frasqueirão

Escudo ABC
ABC

1

X

1

Escudo Botafogo
BOT

Campeonato Carioca

10/04/21 às 21:05 - Raulino de Oliveira

Escudo Volta Redonda
VRE

2

X

2

Escudo Botafogo
BOT

Médico da CBF não dá prazo para volta do Brasileiro: ‘Estamos esperando a curva ficar descendente’

0 comentários

Compartilhe

Jorge Pagura, médico da CBF
Lucas Figueiredo/CBF

Jorge Pagura, presidente da Comissão Médica e de Controle à Dopagem da CBF, vem participando da elaboração do protocolo para a retomada do futebol da entidade. De acordo com o especialista, diante da atual pandemia de COVID-19, é absolutamente impossível assegurar risco zero.

“Está tudo altamente pensado para que façamos as coisas com segurança. Agora, segurança total, não vai haver. Não vai haver no hospital, não vai haver no shopping, não vai haver na loja”, declarou o representante da CBF em entrevista ao FOX Sports, na noite deste domingo.

“Estamos esperando que a curva comece a ficar descendente para sair de uma pandemia e entrar em uma endemia. Ou seja, ficaríamos convivendo parcialmente (com o vírus). Então, não vai ter jeito. Proteção total, só se colocar em uma bolha. Mas vamos ter medidas muito seguras”, completou.

Questionado sobre uma data para iniciar o Campeonato Brasileiro, Pagura foi cauteloso e preferiu não fazer estimativas.

Ele garantiu que o torneio nacional será, efetivamente, realizado, mas sublinhou que a prioridade é garantir o máximo possível de segurança.

“Quem falar em data, vai errar. O STF delegou às autoridades locais a decisão da reabertura, de acordo com sua curva epidemiológica e com a disponibilidade do sistema de saúde. E o Brasil é um país continental. Não temos data, mas vamos começar, sim”, disse o médico, ponderado.

“O presidente Rogério Caboclo já disse: ‘Nós vamos jogar o Campeonato Brasileiro’. Mas vamos jogar com segurança e sem forçar absolutamente nada. Nós, médicos, somos treinados para salvar. Entendemos toda a questão socioeconômica, mas nossa prioridade é a saúde”, finalizou Pagura.

Fonte: ESPN.com.br e Fox Sports

Comentários